quinta-feira, 26 de março de 2009

NADA

Estava com muitos assuntos para escrever aqui e não saiu nada, fiquei até irritado por não conseguir desenvolver um tema com um mínimo de qualidade. Recebi muitas coisas por e-mail que gostaria de escrever aqui, mas nada. Parti então para meu livro, escrevi mais umas duas páginas e empaquei. Fui então pesquisar mais e ver se algo fizesse minha cabeça voltar a queimar combustível.
Pensei então em mudar o foco, relaxar um pouco. Fui jogar vídeo game com meu irmão e levei uma surra no jogo. Voltei para o computador e enrola daqui, twitta de lá, conversa com um, fala com outro e nada.
Então me veio a idéia, vou escrever sobre nada. Nada muitas vezes é tudo. Nunca podemos dizer que não temos nada, que não fizemos nada. Nada é muito amplo. Nada é tudo. Hoje seria um dia que na hora de dormir falaria: "poxa, hoje não fiz nada". Mentira!!!!!!!
Fui ao mercado, vi televisão, resolvi alguns problemas, pesquisei, joguei vídeo game, trabalhei um pouco, escrevi e estou aqui. Será que isso é nada. O dia de hoje parece morto dentro da concepção que eu criei para um dia relativamente produtivo. Mas engano meu, foi um dia recheado como qualquer outro, apenas o recheio foi diferente. E olha que o dia nem acabou ainda.
Outro dia falando com um amigo ele me disse que não queria fazer nada da vida. Hoje fiquei pensando, o que quer dizer não fazer nada da vida? É morrer!!!!!!!
Chega de filosofia do Antena.

1 Comentário:

cafezinho disse...

hahaha... Não é que é verdade? Parece que quando acabamos um dia sem estresse, sem dor de cabeça ou nas costas, consideramos não ter feito nada!

Também já passei por bloqueios criativos, quando pensei não tem NADA pra escrever, nada interessante!

É triste essa neura a que nos acostumamos e que de certa forma até precisamos!

Parabéns pelo texto!

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO