terça-feira, 28 de abril de 2009

PROCESSO SELETIVO

Para que servem os processos seletivos? A resposta parece bem simples, mas na prática nem sempre os "selecionados" são os mais aptos a realizar tal tarefa, assumir certo posto, cursar nível superior e até participar de um programa de televisão.
Já tive muitas provas de que esses processos são completamente falhos e cometem muitas injustiças. Tive oportunidade de estudar com algumas pessoas na faculdade que não sabiam ler e escrever. Não estou exagerando, mal conseguiam escrever duas linhas sem cometer erros grosseiros. Tais pessoas conseguiram se formar e hoje recebem o título de jornalista assim como eu, como você que ralou de estudar e sofre com as alterações ortográficas e tenta de todas as formas aprimorar o seu conhecimento.
Sou defensor das oportunidades e acho que todos tem direito, mas uma coisa é ter o direito, outra coisa é estar apto a ter esse direito. Como uma pessoa que não sabe ler e escrever o básico passa em um processo seletivo paa o curso de jornalismo? Tem alguma coisa errada. A resposta é bem clara neste caso, o processo seleciona o seu bolso, a sua conta bancária e o quanto você pode pagar. Em um futuro breve não me assustarei se assistir um comercial da UCB (Universidade Casas Bahia).
Estou escrevendo sobre o assunto porque estava asistindo o programa "O Aprendiz - Universitário" e me deparei com uma cena incrível onde um participante escreveu uma carta. Em um trecho desta carta o cidadão escreveu que a líder deveria "escuLtar" os conselhos dele, além de cometer vários outros erros de concordância. Como que um rapaz desse, que não sabe escrever uma palavra simples, passou nesse processo de seleção para entrar no tal programa. Se ele foi um dos 16 selecionados, tenho medo de pensar então nos outros 100 mil que se inscreveram.
Bom, fica aqui a reflexão... Poderia dar aqui milhões de exemplos, mas é melhor parar por aqui porque vou acabar ofendendo muitas pessoas...

3 Comentários:

Marquinhos disse...

Processo seletivo?! Acho q vivemos em um eterno processo, o tempo todo com várias obsrvadores.

heheehhehe

Quando puder, retribua o coment!

Marquinhos
www.revistaup.com/blogdomarquinhos

Deia Loka disse...

Vou deixar um comentário: sem comentários... rs

Ana disse...

Depende de como é feito o tal processo. Em alguns casos é eficaz. Mas tem empresa que exagera. Uma amiga relações-públicas participou de um processo seletivo e passou por todas as etapas (prova escrita, entrevista, etc.) Essas provas serviram para "peneirar" o grande número de candidatos. No final ficaram alguns selecionados para a única vaga (não lembro o número exato, algo entre 5 e 10 pessoas). Ela era um desses "sobreviventes". Os selecionados foram convidados a participa de uma última "dinâmica" que iria apontar o escolhido. Trancaram todos numa sala, cada um sentadinho em uma cadeira. Daí soltaram dezenas de baratas na sala. Minha amiga pegou a bolsa, corajosamente atravessou o "rio" de baratas, abriu a porta e saiu. Deu de cara com os responsáveis pela seleção e falou: "se é preciso passar por algo assim para entrar nesta empresa, desistam, sou EU quem não quer trabalhar mais para vocês". Sei lá o que eles esperavam... Quem matasse as baratas seria contratado? Quem gritass ou subisse na cadeira estaria fora? Ridículo.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO