segunda-feira, 8 de junho de 2009

SEMPRE RIR

O que seria da minha vida sem o humor? Não consigo passar nenhum momento sem me apegar a uma boa risada.

Todo mundo que me conhece destaca essa "qualidade". Sei que o sorriso já me abriu várias portas e quando falo em bom humor não entendam como escracho, deboche ou coisas assim... Simplesmente acho que rir faz bem para tudo.
Em 2003 o tema do meu trabalho de conclusão de curso na universidade foi: "Riso, benefícios pessoais e profisisonais". No ano anterior tinha feito um programa na tv com o mesmo tema e me identifiquei bastante. Entre os muitos entrevistados estavam humoristas, médicos e especialistas...
Uma das pessoas com quem conversei foi a conferencista Leila Navarro. Ela é ótima, fala super bem e, é claro, tem um humor fora do comum. Nas palestras que realiza ela ensina alguns exercícios para ajudar as pessoas a rirem.
Já o Dr. Protásio da Luz, cardiologista do INCOR, destaca que o riso traz várias reações positivas para o nosso corpo como desopilar o fígado, ajudar na respiração e em muitas outras coisas.
Fui também em algumas empresas que adotam exercícios e momentos de descontração para aliviar o estresse do dia-a-dia dos seus funcionários. Trabalhar com bom humor e em um ambiente alegre traz resultados positivos.
Não sei se vocês sabem, mas existe até a Yoga da Gargalhada, uma prática que começou na Índia. Aqui no Brasil já existem vários sites e associações, clubes e academias que promovem essa "terapia".
As respostas foram sempre unanimes: rir é fundamental para uma vida melhor. Para encerrar esse post vai uma poesia de Cecilia meirelles que fala sobre o tema.
GARGALHADA
Cecília Meireles

Homem vulgar! Homem de coração mesquinho!
Eu te quero ensinar a arte sublime de rir.
Dobra essa orelha grosseira, e escuta
o ritmo e o som da minha gargalhada:

HA! HA! HA! HA
HA! HA! HA! HA!

Não vês?
É preciso jogar por escadas de mármores baixelas de ouro.
Rebentar colares, partir espelhos, quebrar cristais,
vergar a lâmina das espadas e despedaçar estátuas,
destruir as lâmpadas, abater cúpulas,
e atirar para longe os pandeiros e as liras...

O riso magnífico é um trecho dessa música desvairada.

Mas é preciso ter baixelas de ouro,
compreendes?
— e colares, e espelhos, e espadas e estátuas.
E as lâmpadas, Deus do céu!
E os pandeiros ágeis e as liras sonoras e trêmulas...
Escuta bem:

HA! HA! HA! HA!
HA! HA! HA! HA!

Só de três lugares nasceu até hoje essa música heróica:do céu que venta,
do mar que dança,
e de mim.

3 Comentários:

exoticlic.com disse...

realmente passar o dia de bem com a vida é mto melhor que qualquer outro dia nublado emocionalmente, eu tento manter o bom humor sempre mas aqui dentro sempre tem um vazio
=/

Alexandre Forato disse...

rir é o melhor remédio. Muitas pesquisar mostram que ela até entardece o envelhecimento. Então vamos rir. hahahaha

Anônimo disse...

Gostei demais porque eu sou um exemplo vivo de que rir abre portas, caminhos, amizades e até oportunidade de trabalho. A pessoa que sorri, sem ser patética, transmite o bom humor que a sociedade cada vez mais fria precisa. Aprimora o carisma, essencial para diversos fatores na vida pessoal e profissional. Enfim, "um dia sem sorrisos, é um dia perdido".

Iana da Costa Nascimento
www.twitter.com/ianacn

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO