quinta-feira, 16 de julho de 2009

A MAGIA DE HARRY POTTER

Antes de começar este texto eu aviso: não assisti a estreia do último filme, "Harry Potter e o Enigma do Principe".
Recado dado, estou escrevendo este texto para falar sobre a euforia que a história do bruxo mais famoso do cinema causa nos adolescentes e fãs por todos os cantos do mundo.
No começo eu não gostava do filme, na verdade eu era indiferente. Não me empolguei quando foi lançado o primeiro filme. Tinha vontade de ler o livro, mas também acabei não lendo. Eu ainda era um adolescente na época que a história de Potter ganhou sua primeira versão para o cinema. Não fui na estréia, não vi no cinema. Lembro que aluguei quase que um ano depois (já estudante de jornalismo) por pura curiosidade. Queria ver o que tinha esse bruxo.
Confesso que gostei do filme, com o lançamento dos outros fui assistindo, mas sempre alugava o dvd meses depois de ter saído nas locadoras. Conforme os anos foram passado fui admirando as histórias.
Acho, me desculpem o trocadilho, as histórias mágicas. Elas tem o poder de encantar os espectadores e leitores de uma forma muito forte. Também percebo que as histórias conseguem atingir e agradar todos os públicos, as crianças ficam enlouquecidas com os efeitos, com as magias; os adolescentes gostam dos romances, das bruxarias; e os adultos gostam das duas coisas e acabam sonhando e esquecendo da dura realidade do dia-a-dia. Quem não gostaria de ter uma varinha daqueles para ajudar nos problemas rotineiros?
Pela primeira vez fiquei com vontade de ir na estreia. No último filme fui ao cinema, mas depois de toda a euforia. Desta vez quase que fui contagiado com tantos comentários sobre o filme. Cinemas montaram sessões extras na madrugada, livrarias e shoppings repletos de pessoas vestidas iguais aos personagens, andando por alguns lugares quase pensei que estivesse em Hogwarts.
Só não fui ver a estreia porque não tenho paciência para gritos, filas enormes e euforia no cinema. Prefiro ver com tranquilidade.
De qualquer forma esse Harry Potter conseguiu mesmo enfeitiçar milhões de pessoas pelo mundo, até eu.

3 Comentários:

Ana Beatriz C. disse...

Antenor, tenho certeza que não foi só você o enfeitiçado viu?! Não digo por mim não, mas pelas pessoas que me cercam. Os 2 primeiros filmes assisti no cinema (naqueles passeios da escola, sabe?) Mas depois só voltei lá para ver "Harry Potter e o Cálice de Fogo", o qual chamou mais minha atenção.

Não sou uma "potteraholic" como esse pessoal todo que você mesmo pode presenciar nos shoppings e nas filonas nas salas de exibição, mas também não posso negar que a historinha do bruxo orfão que enfrenta todos os males para, digamos, salvar a bruxarada toda disperta minha curiosidade.

Creio que eu vá sim ver o novo filme, mas só na segunda-feira, sem aquele frenesi maluco. Espero ser surpreendida mais uma vez com essa adaptação que faz muitos saírem da sala maravilhados, enquanto outros reclamam que deveriam só ter lido o livro.

Será que dessa vez o feitoço me enfeitiçará? Cenas do próximo capítulo! HAHAHA...


Beijo ;)

Deia Loka disse...

Eu nunca li os livros, mas quem leu disse que preferem mesmo os livros. Enquanto não leio ADORO os filmes. Se bem que comecei a ver os filmes este ano, me separei e no tempo ocioso resolvi ver HP, nossa, deveria ter feito antes... ADOREI mesmo!!! Fui na pré-estréia,não me arrependi, apesar da gritaria toda...

Dani disse...

Olá

Realmente Harry Potter encantou muita gente.
Esse ano foi a primeira vez que fui assistir a estréia de seu novo filme e confesso eu como amo ler, prefiro os livros, pois eles contêm toda uma magia que o cinema corta...
Mas mesmo assim vale a pena conferir
Abraços
Ótimo blog
Parabéns

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO