quinta-feira, 27 de agosto de 2009

NO GOSTOSO BALANÇO DAS REDES

O sábio e inesquecivel Dorival Caymmi sempre teve razão. Passou boa parte da sua vida deitado na rede e fazendo belas canções. O mundo hoje está deitado sobre uma rede. Vivemos entrelaçados e ligados por cordões invisíveis.
Ao nascer perdemos nosso cordão umbilical e ganhamos o cabo de rede. Somos imediatamente plugados nessa teia virtual que nos transforma em uma coisa só.
Existe uma ambiguidade nos relacionamentos de uma forma geral. Muitas pessoas deixam de ter relações de amizade, namoro e até sexo no dia-a-dia. Se fecham, mas esquecem de que os tais elos invisíveis nunca deixaram de existir e em algum momento essa conexão é realizada.
O fluxo de informação e sentimentos constante está no ar e basta estarmos com nosso sinal aberto para que a mensagem chegue e estabeleça contato.
Engraçado esse texto de hoje, começei a pensar nele, no assunto, logo pela manhã, estava na porta do Hospital das Clínicas esperando o boletim médico da apresentadora Jackeline Petkovic e os colegas de imprensa trabalhando em conjunto e trocando informações. Nessas horas não tem "bairrismo", logo uma rede de colegas de profissão se junta para um objetivo comum. Claro, cada um revela aquilo que pode, mas mesmo assim há um companheirismo.
Logo depois ficamos sabendo que o Zé do Caixão estava internado por lá. Conseguimos uma exclusiva com ele e a primeira coisa que ele quiz saber foi sobre o estado de saúde de Jackeline. Disse que todos são colegas e quando acontece com um todos sentem. Olha a rede ai, não é a rede de computadores, mas é uma rede de coleguismo...
Para minha surpresa o tema da aula na pós-graduação agora há pouco falou justamente sobre as Redes. Portanto esse post não poderia ser diferente. Alias estamos todos ligados aqui, neste momento nosso elo é o blog. Então aproveite para me dizer o que você acha sobre esse mundo todo interligado.

3 Comentários:

Débora Francis disse...

Muitíssimo interessante seu texto, que me fez refletir aqui o quanto estamos ligados uns aos outros, ás vezes sem ao menos nos dar conta disso. É esse mundo dinâmico em que vivemos amigo. Podemos pensar ou até querer ficar só, mas não há como, sempre a pontinha de uma rede estará lá para nos envolver.
Abraços e parabéns.

Francielle disse...

Olá,

Amo seus textos..

Bjos

Ana Beatriz Camargo disse...

Esse seu texto me fez lembrar uma das últimas capas da Veja: "O Big Bang da Internet". Algumas informações me chamaram muito à atenção, como que dentro de 10 anos, 7 trilhões de computadores, celulares, geladeiras, aviões, torradeiras, carro, aspiradores de pó, torneiras, interruptores de luz e as próprias lâmpadas (ufa, quanta coisa!) estarão conectados á rede.

E com esse tantão de tecnologia, a rede será mais indelével do que ela é hoje. Precisamos apenas aprender como "domá-la", como utilizá-la do modo mais positivo possível, senão aquela "terra de ninguém" se voltará contra nós!

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO