quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O MÉDICO E O MONSTRO

Infelizmente o que vou tratar neste post não é ficção. Uma história real e que não é isolada, acontece muito pelos consultórios médicos em todo país. Mas sempre quando uma notícia surge ficamos espantados.
Conheci o Roger Abdelmassih, que se forem provadas as acusações não merece ser chamado de doutor, há alguns anos quando realizei algumas entrevistas com ele. Uma pessoa simpática, inteligente e muito competente naquilo que fazia. Várias mulheres deram depoimentos positivos com relação aos tratamentos e resultados alcançados com ele.
As denúncias apareceram já há algum tempo e agora ele foi preso. Nega ter abusado de suas pacientes, que ele diz ter passado de 20 mil. Mas 56 mulheres afirmam que ele molestou, tentou forçar intimidades e em 3 casos o ato foi consumado. Claro que o número de denúncias impressiona, mas a gravidade seria a mesma se tivesse ocorrido com apenas uma mulher.
Quando vi a notícia da prisão fiquei chocado por vários motivos. Primeiro pela repulsa sobre esse tipo de situação, segundo por imaginar como está a cabeça dessas famílas que ele ajudou a criar e também a destruir. Por fim não consigo imaginar como alguém, com a reputação e prestígio que atingiu se presta a sujar toda uma carreira.
Ele diz ter tratado de 20 mil pacientes. Muitas delas famosas ou esposas de famosos. Como está a cabeça de todas essas mulheres agora? Será que ele fez isso comigo? Elas devem se perguntar.
Me revolta ainda mais saber que isso não é um fato isolado e anormal. Acontece muito, já ouvi muitos casos, não só com mulheres mas também com crianças. É algo repugnante e que dá nojo.

4 Comentários:

Anna disse...

Eu só queria saber o porque destas mulheres não rodarem a baiana antes! Esperaram saber de mais casos pra alarmar tudo...absurdo.

conversaatrevida disse...

Pois é...eu também não consegui evitar falar sobre isso no meu blog.

E citei o caso lá de um pediatra acusado de molestar seu pacientes.

E sabe que ele processou a revista Época?
'indenização por danos materiais e morais movido pelo pediatra Eugênio Chipkevitch contra a revista Época. O médico não gostou do título “O médico é o monstro” dado pela revista à matéria que descrevia as acusações de pedofilia às quais respondia".

REalmente a gente vive...e percebe que ainda não viu tudo.

abraço

Atrê

DAS disse...

Pra mim, não existe coisa mais nojenta do que esse tipo de abuso!
O pior de tudo, é que nada vai fazer as coisas voltarem ao normal. Essas pessoas levam isso pela vida toda! Já pensou?
E quando é com criança, a coisa chega ao absurdo!

Abraços!
DAS

Fernanda Marques disse...

Oi Antenor,
Boa noite! Eu sou a Fernanda(a morena) que fez a matéria de Mídia e Poder com vc, tudo bom?
Realmente esse caso é lamentável e espero que a justiça seja feita. Quando isso acontece com crianças, é pior ainda, mas o mais grave é que sempre é alguém da própria família.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO