sexta-feira, 28 de agosto de 2009

RAIVA DE TIRAR O SONO

Acho que todo mundo merece trabalhar e conquistar seu ganha pão. Mas quando as pessoas utilizam de certos artifícios maliciosos para conseguir qualquer vantagem fico completamente revoltado. Essa semana aconteceu uma situação muito chata que vou relatar agora.
Não dormi da noite de quarta para quinta, passei a madrugada editando uma reportagem para a RedeTV. Só consegui me encontrar com o travesseiro às 9 da manhã e obviamente capotei em poucos segundos. Por volta das 11 horas recebi uma ligação aqui em casa de uma pessoa que queria falar com urgência comigo.
Levantei e atendi prontamente a ligação. Eis que começa o diálogo:
- Alô, é o Antenor, um dos jornalistas mais famosos do Bom Retiro?
Eu estranhei a intimidade no tom de voz dele, até achei que fosse alguém que conhecesse. questionei então para saber quem era do outro lado da linha.
- Aqui é o fulano... Queria falar com você sobre a promoção de assinatura do Estadão.
Imagine minha raiva ao saber que fui acordado por um vendedor, que mentiu para minha mãe no telefone dizendo que queria falar comigo urgente.
Com toda educação que recebi disse que não tinha interesse e que estava ocupado no momento. Então começou aquele papo de vendedor.
- Poxa, deixa eu te falar sobre o plano, é para edições do final de semana...
- Me liga uma outra hora que falo com você (ainda educado)
- Por favor, então anote meu telefone e site para que você possa ver nossas promoções.
Ele passou os dados, obviamente não anotei, estava muito zumbi ara raciocinar. Eis que ele insistiu...
- Só para confirmar, seu telefone é tal.. endereço é tal... só preciso dos seus dados do cartão u da sua conta para já preparar as papeladas...
Então começei a icar nervoso. Disse para ele que não tinha feito nenhum acordo com ele e que não poderia falar com ele no momento. Ele ficou insistindo e eu desliguei na cara dele e voltei para a cama.
Um minuto depois ele liga novamente e minha mãe atendeu. Segundo ela o vendedor falou com ironia e disse que eu não precisava desligar, que ele já havia providenciado os boletos e que chegariam em casa 6 parcelas no valor de 96 reais.
Minha mãe ficou assustada e me acordou. Então ele ligou outra vez.
- Cara, que história é essa de boleto. Não fiz plano nenhum com você, vou ligar agora no Estadão.
Então ele começou a tirar um barato com a minha cara!!!! Meu sangue subiu e acho que falei todos os palavrões que tenho gravado na minha memória.
Ele desligou e eu liguei para o Estadão!!! Consegui resolver o problema!
Fico pensando... Como um ser humano desses consegue um emprego (que não está fácil) e utiliza de má fé para tentar aumentar seus lucros no fim do mês. Depois perde o emprego e culpa o país, a economia, o governo... antes de olharmos para os problemas externos temos que nos resolver internamente.
O pior da história, não consegui dormir mais!!!!

3 Comentários:

Ana Magal disse...

Amigo, primeiro, isso é irritar qualquer pessoa e ponto final. Mas acho que tudo isso não passou de um trote de mau gosto.

Como eles sabiam que você era jornalista?

Ligaram várias vezes insistindo... Ou é alguém que te conhece e quis tirar sarro com sua cara [o que já aconteceu comigo e fiquei fula da vida], ou então são desses golpezinhos tipo: você ganhou um carro do Gugu... Você foi sorteado para não sei o quê... Me passe os dados de sua conta bancária e cartão de crédito que vamos logo depositar o dinheiro na sua conta ¬¬

A tia do meu namorado caiu um golpe onde o cara ligou umas 4 vezes pra ela dizendo que era do programa do Gugu Domingo Legal e que ela tinha sido sorteada para um quadro onde ia ganhar X em dinheiro. Mas que ela deveria depositar tanto na conta X para poder participar, dizendo que era taxa de inscrição e que todo programa faz isso. Ela, ingênua, pagou e, claro, perdeu a grana. Era um golpe...

Seja qual for a opção:
a) seja mesmo um funcionário [deveria ser demitido]
b) seja um amigo passado trote [deveria virar ex-amigo]
c) um golpe [deveriam ir para cadeia]

Tô de saco cheio do Brasil querer se o país onde todo mundo quer se dar bem sem trabalhar ¬¬

Ana Beatriz Camargo disse...

Caraca, que "noite", hein? Ou melhor, que noite que você não teve, uau!

Mas ah, sempre há idiotas desse tipo, o lance é não estressa - mas confesso, é muito difícil, quase impossível!

Beijos.

Fernanda disse...

Oi Antenor!
obrigada pelo comentário. Eu ainda não terminei a pós. Termino no primeiro semestre de 2010.
Agora, em relação ao post, realmente é um absurdo mesmo. Somos vítimas de pessoas vendendo todo o tipo de coisas, parece que não tem fim mesmo.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO