quinta-feira, 19 de novembro de 2009

ESQUECERAM DO FILHO

Nas histórias do cinema tudo tem solução fácil, com ajuda do acaso e da sorte. No filme "Esqueceram de mim" uma mãe e toda família esquecem o filho em casa depois de partirem para uma viagem. Não bastasse a irresponsabilidade da primeira vez, isso ocorre várias vezes pois o filme fez sucesso e ganhou várias seqüências. Tudo é divertido e tem final feliz, mas a vida real é bem diferente, não tem nada de engraçado, na verdade é bem trágico.
Tem certas notícias que nos deixam revoltados e chocados. Já repararam que é só fazer calor para surgirem várias notícias de morte de crianças que ficam presas e esquecidas dentro dos carros dos pais?
Nesta quarta-feira aconteceu mais uma vez. Sempre que vejo me pergunto como alguém, um pai ou uma mãe que tem filhos pequenos, crianças que não andam, são completamente dependentes conseguem esquece-las dentro do carro.
No caso desta quarta a mãe disse que trocou a rotina e ao invés de levar o neném para a creche primeiro resolveu levar o outro filho para a escola e que depois se esqueceu, foi até o trabalho, entrou, ficou lá por 5 horas e só na hora do almoço, com um calor superior a 30 graus, viu que o filho tinha fritado dentro do automóvel, é revoltante.
Fiquei então pensando na loucura da correria que as pessoas estão imersas, mas mesmo assim isso não justifica tamanha falta de maternidade. Olha, não querendo criticar, mas nem o caso de uma mãe de primeira viagem, que não sabe como é ter um filho e tal...
Por outro lado, não tenho também como não imaginar o sentimento de culpa que vai permanecer na cabeça dessa mãe pelo resto da vida. Ao mesmo tempo que me revolto fico com dó, porque obviamente ela não fez por querer, mas mesmo assim foi uma falha fatal, com conseqüências trágicas.
Acho que uma notícia dessa deve servir de alerta para todos nós... Devemos tirar um pouco o pé do freio e começarmos a prestar mais atenção ao que está em nosso redor, nas coisas simples, no habitual, no óbvio e no comum.
Só para completar o dia com notícias chocantes, um pai joga o filho do terraço do prédio e depois se joga também. Esse infeliz poderia ter pulado sozinho. Pelo que li tudo foi por amor, o cara não se conformava com o fim do relacionamento... AMOR????
PS. Obviamente eu sinto pelas famílias e no caso desse texto também por essa mãe que esqueceu o filho no caro, apesar da falha, como disse antes, a pior coisa vai ser conviver com essa culpa.

3 Comentários:

ednei disse...

A maioria das pessoas hoje em dia vive no mundo da lua.
Ter filhos e não dar-lhes o amor necessário, por causa de trabalho ou outra coisa qualquer
que mundo vivemos
valeu pela divulgação serve para refletirmos ainda mais

Dri Viaro disse...

Realmente é uma tristeza situações assim. Não sei o que pode passar na cabeça da pessoa pra esquecer o filho dentro do carro, mas eu acho que não tem com a gente querer julgar, pq o estresse diário das pessoas tem feito com que esqueçamos muitas coisas. Um dia eu estava aqui no trabalho e jurava que tinha vindo de carro, liguei para meu marido pra dizer que na saida iria busca-lo pra ele estar pronto pra gente buscar as crianças, ele afirmou que sim, brincando comigo, mas até o horario de saida qdo vi que ele é quem estava com o carro e vinha me buscar, eu acreditava que era eu quem ia busca-lo. So percebi na hora que arrumei minhas coisas e fui procurar a chave do carro. Felizmente não era uma situação de risco pra ninguem, graças a Deus.

Dri Viaro disse...

agora o pai jogar o filho, foi pura maldade, e pura vingança.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO