quinta-feira, 12 de novembro de 2009

A ESTÉTICA DOS GAMES

Faz tempo que os jogos de vídeo game já não são simples aparatos para diversão. De simples não tem nada e para muitos é muito mais do que diversão, é trabalho, é dinheiro e é interligação.
A estética dos games foi o tema da aula da pós-graduação nesta quarta-feira. Eu sempre gostei de jogos, mas como um simples usuário, apenas para me diveritr. Mas o universo é muito maior e merece muita atenção e destaque.
Realidade é a palavra que reina, tudo tem que ser o mais próximo do real, do que nós vemos e sentimos no dia a dia. Os simuladores (que são games utilizados por empresas e governos para fins profissionais) são um grande exemplo. Jogos de guerra que servem para exercício de estratégia e posicionamento militar. São utilizados também para simular a entrada em diversos ambientes, para estudar a geografia do local e a melhor maneira de agir.
As coisas evoluem, há alguns anos, se não me engano foi em 2003, a FAAP trouxe uma exposição para o Brasil sobre Napoleão Bonaparte. Foi algo incrível e gravei uma grande reportagem por lá. Porque estou falando sobre essa exposição? Me lembrei que um dos destaques era uma mesa enorme, com um grande mapa detalhado de locais da Europa que seriam atacados pelo líder francês. Existiam centenas de bonequinhos de soldados, cavalos, armas e todos os aparatos bélicos de uma guerra naquela época. Um jogo, com objetivo semelhante aos games de guerra utilizados por governos atualmente. Apenas a tecnologia mudou.
Naquele tabuleiro de "WAR", Napoleão planejava suas estratégias de ataque. No jogo de tabuleiro que muitos tem em casa a situação é a mesma, mas o que está em jogo é a conquista "moral" do território do seu colega de jogo. Nos games, quando utilizados por diversão também. Mas o uso militar também existe, e neste caso o resultado é mais sangrento e doloroso.
A cada dia que passa a proximidade com a realidade espanta e consegue nos remeter a situações muito próximas do que podemos encontrar por aí. Pensem em simuladores de vôo, fórmula 1 e da vida simples e comum, como construir sua casa, criar animais e assim vai.
Estou falando disso para dizr que os games são muito importantes, uma industria que fatura mais do que Hollywood e fica atrás apenas da automobilística e bélica. A linguagem, a imagem a cara dos games estão cada vez mais sendo utilizadas por todas as mídias. pra encerrar esse texto vale destacar o trabalho do jornal Clarin, da Argentina. Clicando aqui você vai ser direcionado para um espaço da página do jornal na internet que realiza especiais multimídia sobre diversos temas, reparem na estética e como ela está intimamente ligada a estética dos games.
Muitos dizem que a vida é um jogo, a cada dia que passa ela vai ficando com a estética dos games!!!

1 Comentário:

Anônimo disse...

Entrei nesse link que você indicou do Clarin e achei muito legal.
Além da estética o conteúdo é muito bom.
Parabéns

Charles

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO