sexta-feira, 29 de maio de 2009

APRENDIZ 6 - BASTIDORES DA FINAL * VIDEORREPORTAGEM

Nesta quinta-feira aconteceu a final do programa Aprendiz 6 - Universitário. O meu blog foi um dos selecionados para participar de uma programação especial, que incluiu entrevista com os conselheiros, gravação dos bastidores e também os detalhes da festa para os convidados.
O resultado de tudo isso você acompanha na videorreportagem que gravei por lá. Quero aproveitar esse post para dizer que foi muito bom conhecer pessoas do twitter e dos blogs, principalmente a Ana Magal do Rio de Janeiro (Profissão: Jornalista) e o Jader e a Anna de Belo Horizonte (Aprendiz o blog).
Tenho que fazer também um super agradecimento em nome de todos que participaram dessa "experiência". Se não fosse a grande Juliana Pereira da Record nada disso teria acontecido. Juliana, parabéns pelo profissionalismo, competência e simpatia com que lidou com todos nós. Sentimos sua falta na festa.
Parabéns para toda equipe do programa, para os conselheiros Walter Longo e Cláudio Forner que foram muitos simpáticos e é claro um obrigado especial para Roberto Justus que foi muito atencioso. Parabéns também para a vencedora do programa Marina. Um abraço forte em todos os aprendizes que conversaram bastante conosco. Um beijo especial para a Maytê.
Bom, melhor do que ficar aqui lendo é correr para o vídeo e assistir a reportagem. Espero que gostem e comentem.


quinta-feira, 28 de maio de 2009

UTÓPICOS DISTÓPICOS

Nesta quarta-feira meu grupo da pós-graduação (Aretha, Fernanda, Maysa, Taciana, Thais) apresentou o trabalho cujo tema foi: Utopias e Distopias Contemporâneas no Ciberespaço. A apresentação foi bem legal e saiu tudo bem.
Estou tocando no assunto porque nesta madrugada fiquei pensando nas minhas utopias, na força que me faz correr, agir, buscar algo que certamente não será alcançado, mas que a busca desse ideal já vale a pena.
Sempre fui muito utópico. Já tive os sonhos dos mais malucos e dos mais inatingíveis, porque utopia é isso mesmo, é sonhar com aquilo que não se pode alcançar, com a perfeição plena, com a felicidade duradoura.
Fui muito regrado, meio metódico, as coisas deveriam acontecer como o planejado, qualquer coisa que saísse dos trilhos já me deixava irritado. Por isso sempre gostei de traçar rotas, metas, destacar objetivos. Por essas atitudes eu certamente deixei de aproveitar muita coisa e de sentir a real felicidade existia em mim, sempre esteve ali.
O inesperado tomou conta da minha vida, junto com ele também veio o pensamento distópico. O caos. Tudo estava perdido e eu estava vagando pelo sombrio. Mas depois de passar por algumas nuvens negras começo a ver uma luz utópica no horizonte... Mas dessa vez vou seguir a luz intensamente e sem rotas, planos.. não quero GPS para seguir o caminho, quero me perder nas estradas, entrar em ruas diferentes, passar por cima da calçada, cortar caminhos em determinados momentos, parar em outros para observar a paisagem ou seja viver intensamente essa busca do impossível.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

OS SENTIDOS

Todo mundo sabe de cor quais são os nossos cinco sentidos: visão, audição, gustação, olfato e tato. Mas nem sempre damos a devida atenção para eles e suas respectivas funções.
Existem momentos que o cheiro já está camuflado no ambiente, o tato já não sente as nuances de cada textura, o paladar é árido e sem graça, o que entra pelos ouvidos é um ruído sem emoção e os olhos deixam passar paisagens e momentos devido ao cansaço diário da vida.
Mas o que é gostoso na vida são essas mudanças astrais que nos colocam contra a parede e como uma rajada de vento leva aquela crosta que forma em nossa volta e tudo parece ficar muito mais real e muito mais forte.
O medo, a esperança, a dor aguçam os sentidos e nos fazem entrar em um túnel mágico de sentimentos. Perdi todas as cascas que estavam grudadas em meu corpo. Hoje o perfume me atrai a distância e só de lembrar me leva em uma viagem utopica. O gosto ficou forte, delicioso e doce. O tato então nem se fala... o toque ficou muito mais sensível e minha mão, minha pele pede a próximidade. O ouvido fica atento a cada detalhe, a cada menor som para encontrar uma voz, uma música, um tom diferente. Mas a visão recebe sempre ótimos presentes.. meus olhos querem sempre a mesma imagem.
Não falei aqui do sentido que é muito forte pra mim. Um sentido que guia todos os outros e que serve de bússola interna. Quem me conhece bem sabe que esse meu sexto sentido é certeiro e que raramente me engana. Ele só tem me dado boas indicações.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

O TEMPO

Existem pessoas que são escravas do relógio. Escravas no sentido literal da palavra, não dão um passo sem consultar as horas. O ponteiro do relógio a cada movimento indica o que a pessoa deve ou não fazer.
Já fui muito assim, adoro relógio, mas teve uma época que ele mais parecia uma algema no pulso do que um objeto de medição do tempo e também um ornamento bonito e elegante.
O tempo tem seus prós e contras. O que dizer da vaidade das pessoas que escondem a idade e fazem de tudo para que as marcas do tempo não aparecam na face. Já outras pessoas ganham força e beleza com o passar dos dias.
Muitas vezes olhei para o tempo com um certo medo, com aquela sensação de que as coisas estavam acontecendo e que não estava aproveitando. Sentia os números correndo e eu não conseguia acompanhar o ritmo acelerado e fugaz.
Hoje vejo o tempo com outros olhos. Vejo o tempo como um amigo que está para me trazer coisas boas, notícias agradáveis e mais chances de ser feliz. Que o tempo passe e me traga um alento, sabedoria e claro muita felicidade!!

domingo, 24 de maio de 2009

MISTÉRIOS DO SONO

Dormir é algo muito bom, além dos benefícios físicos, o sono é algo que revigora, nos faz sentir melhor e zera o velocimetro alucinado do nosso dia-a-dia.
Já fui sonâmbulo, acordava no banheiro, falava vários idiomas e até trocava de roupa para ir a escola ou outros lugares. Era muito engraçado ouvir os relatos da família sobre o que eu tinha feito na noite anterior. Apesar da graça o assunto é bem sério e perigoso, sabe-se lá o que eu poderia fazer... me jogar da janela, pegar uma faça, ligar o gás. Muita gente passa por isso e sofre muito. Eu não sofri, só os que estavam a minha volta.
Com o passar do tempo, principalmente nos últimos 3 anos, começei a dormir como uma criança... O único problema era o sono leve, mas que também nunca me atrapalhou. Nessas horas tv ligada era um castigo para mim, já que ficava prestando atenção no programa e ai nada de conseguir dormir, mas esses problemas eram bem esporádicos.
Nas últimas semanas começei a ter problemas para dormir. O sono não chega e quando chega é bem curto, tenho acordado cedo praticamente todos os dias. Estou me sentindo um zumbi...
Fiquei então pensando na importância de uma boa noite de sono para as pessoas. Tem gente que dorme como pedra, qualquer lugar é lugar... Outras não conseguem dormir nem com reza brava. Tem aqueles que roncam (não é meu caso) e aqueles agitados. Tem quem sonha muito e tem gente que não lembra nem se sonhou. Isso tudo é muito louco e até certo ponto ainda envolto em um certo mistério: os mistérios do sono.

sábado, 23 de maio de 2009

AVALIAÇÃO

Sempre quando me proponho a fazer alguma coisa, entro para fazer bem feito. Esta sexta-feira foi muito corrida para mim e por isso não deu tempo de editar a videorreportagem da semana. Pra ser mais sincero ainda, o vídeo que estava preparando era um "remendo" para cobrir a péssima semana que passei.
Mas sinceridade é tudo e qualidade também, por isso neste final de semana não teremos a sessão Antena no ar. Para a próxima semana já tenho um execelente material gravado. Uma entrevista bem interessante com um grande nome do mundo virtual e também da mídia tradicional.
Irei editar nesta semana e sexta-feira que vem teremos a continuidade normal dos vídeo por aqui.
Peço mais uma vez a compreensão de todos. Muita gente sabe que estou passando por um problema pessoal e por isso fica mais fácil de entender. Aproveito a sua atenção para fazer um exercício de avaliação de tudo que tem rolado por aqui...
Mande suas sugestões para as videorreportagens, critique e me ajude a melhorar esse espaço de reflexão, jornalismo e cultura!!! Aproveite para votar no link "Top Blog" aqui ao lado, estou concorrendo ao prêmio de melhor blog na categoria Cultura.

Conto com vocês...

quinta-feira, 21 de maio de 2009

MUITA CALMA NESSA HORA

Conviver em sociedade é muito difícil. Estava pensando sobre o trabalho, pós-graduação, prédio, amigos, família, namoro... sempre é um exercício zen para tentar manter tudo na sua mais perfeita harmonia, mesmo sabendo que alguns desses pontos pode explodir, ou todos eles.
Pensando nisso lembrei de uma reportagem que fiz em 2002. O tema do programa era "Vida em condomínio", fui entrevistar um especialista no assunto e fiquei perplexo da quantidade de problemas que acontecem.
Na entrevista ele falou sobre os principais problemas em um edifício, também conhecidos por 4 "C": cachorro, cano, criança e carro. Cachorro porque late, cano porque vasa, criança porque chora, e carro porque nunca encontra a sua vaga certa.
Como gostamos de complicar as coisas. Uma simples conversa, saber ponderar e olhar a situação com os olhos do outro ajudaria a evitar tanta briga, tanto desconforto e até tanta morte. Sim, morte... a quantidade de pessoas que morrem em brigas de bar, trânsito, relacionamento é tão grande que assusta. Muita calma nessa hora.

CÃES E LIVROS

Odeio ondas!!! Não as do mar que, pelo contrário, são lindas e me trazem uma sensação de paz. Estou falando de modismos... Não gosto de filme com animais, acho que são bobos e chegam ao mal gosto em alguns casos.
Ano passado li o livro "Marley e Eu". Achei sensacional a forma sensível como o autor retratou toda uma história de vida ao lado da família dele, incluindo nela o seu tão estimado cão. Então veio o filme... suspense, sempre fica aquela espectativa sobre o desempenho e a fidelidade com a obra literária.
Me surpreendi novamente, muito bem adaptado, com humor (que o livro tem) e com toda dose de emoção que encontramos nas páginas do livro. Confesso que me emocionei muito (chorei mesmo) e a sala de cinema inteira também.
Voltando aos modismos... Passei em uma livraria outro dia e vi centenas de livros com a mesma temática e com o mesmo formato de "Marley e Eu". Agora o leque abriu, são com gatos, papagaios, furões e o diabo... Poxa.. cadê a criatividade. Não estou aqui questionando o gosto e amor dos tais autores pelos seus bichinhos, mas tem que ter noção das coisas. É uma indústria mesmo, fez sucesso e pronto.. vamos atolar os leitores com bichos.
Aproveito para terminar esse post dizendo que já tive alguns animais. Hoje tenho a Pity, uma poodle bem folgada e dorminhoca, pra quem faço a minha homenagem. Nesses momentos vemos que para os cães basta um pouco de atenção que eles se entregam de coração aberto.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

FILOSOFANDO

Na quarta-feira passada o tema na aula da pós-graduação foi sobre "Ponto de vista Epistêmico". Durante a aula o professor colocou algumas citações e também disse algumas frases que anotei. Coisas que achei bem interessante. Na hora disse para minha amiga Maysa que iria escrever sobre uma determinada frase aqui no blog.
Tive um baita contratempo, um sério problema na minha vida pessoal e acabei nem lembrando das tais frases. Hoje, dando uma folheada no caderno me deparei com essas coisas que anotei. Não é que elas são bem oportunas para o momento que estou vivendo e então começei a filosofar.
Começo sobre um "conceito" de visão multiperspectiva. Como gostaria de não ter uma visão dualista das coisas, agora estou abrindo o leque, tirando a venda dos olhos. Coisas que todos nós devemos fazer. Há muito mais do que dois lados em tudo na vida, a vida é muito complexa para se acreditar apenas no sim e no não... porque não vagar na imensidão do talvez?
"O barco faz água de todos os lados", sim é isso mesmo, não podemos limitar nossos pensamentos e acreditar apenas naquilo que podemos enxergar. Do outro lado do barco há água também, há possibilidades e o melhor: a surpresa do desconhecido, do diferente, do surpreendente.
"Todo ponto de vista é a vista a partir de um ponto". Isso é ótimo. Fomos treinados a acreditar naquilo que está saltando aos nossos olhos, depois que tomamos isso como a nossa verdade esquecemos que há milhões de formas de analisar, ver, ouvir e entender uma situação. Estou vivendo intensamente esse momento. A cabeça trabalha tentando entender fatos, tentando se colocar como observadora em todos os planos e visões.
Temos que deixar aquela postura narrada por Platão na "Alegoria ou mito da Caverna", sair da zona de conforto e enfrentar a realidade, por mais que ela doa, por mais que seja cruel. Só assim conseguiremos entender melhor tudo que acontece no país, na política, na natureza e principalmente dentro de nós mesmos.

terça-feira, 19 de maio de 2009

O QUE HOUVE COM A MTV?

Alguém por aí sabe o que acontece com a MTV? Juro por Deus, tem vezes que nem me lembro que a emissora existe. Lembrei dela hoje por acaso por causa de um e-mail que recebi. Terei que fazer uma cobertura para a Tvweb da faculdade onde presto serviço, a pauta é sobre uma pesquisa realizada pela MTV.
Só então me lembrei, nossa a MTV ainda existe! Sei que no principio (que não acompanhei) a emissora era quase que uma voz única da juventude, da música e da línguagem ousada e frenética do vídeoclipe. Depois passou por algumas transformações, ganhou um tom mais amplo e popular e chegou a atingir bons índices de audiência. Seus programas eram comentados, os VJs eram famosos e cobiçados por emissoras tradicionais.
Posso citar vários exemplos como Edgar, Cazé, Sabrina, Marina Person, João Gordo e muito e muitos outros bons e famosos nomes do Canal da Música. Eles eram invejados por trabalhar em um canal sem amarras, com vontade e sem medo de ousar, inovar e errar. Os concursos para ser um VJ da MTV eram disputadíssimos e revelavam surpresas agradáveis.
O VMB era esperado pelos músicos, as entrevistas para o canal muitas vezes eram mais cobiçadas do que falar na própria Globo, a exibição do clipe na programação era sinal de sucesso e vitória profissional.
Mas alguma coisa aconteceu para o caldo desandar. Hoje a emissora passa por uma invisibilidade incrível. Ninguém mais fala, nínguem mais comenta... Houve uma fuga de VJs, a maioria se deu mal nas Tv abertas, outros voltaram, mas o sucesso não é igual. Falta uma liga, falta espontaneidade, falta aquele contato direto e real que existia antes, aquele "amadorismo" irreverente... O canal quiz entrar na briga com as outras emissoras e virou escrava do "ter acertar sempre", pra mim esse foi o grande erro.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

OBRIGADO

Bom, não posso abandonar meus "queridos leitores" (permita-me Rosana Hermann). Recebi tanto carinho e apoio que só tenho a agradecer. Ainda é muito terrível, triste e dói, dói muito, mas não posso abandonar você que sempre espera um assunto novo, uma opinião, vídeo, enfim, o que eu invento de colocar aqui.
Em instantes um post novo...
Obrigado!!!

domingo, 17 de maio de 2009

"CALMA ALMA MINHA, CALMINHA"

O corpo humano é uma máquina perfeita, é um emaranhado complexo de ligações, é um universo infinito de possibilidades e mistérios também. Muitas coisas são incansavelmente estudadas, outras completamente desconhecidas.
O que falar do nosso cérebro, esse "computador central", a nave mãe do nosso corpo. Muita coisa se conhece sobre ele, mas não estamos perto de saber todas as suas funções e todas as suas habilidades. Por mandar no resto do corpo sempre fui crente de que em situações difíceis, em momentos de tomadas de decisões, esse computador central iria processar o problema, me enviar a solução e tudo seria solucionado da melhor maneira possível.
Me esqueci de um grande detalhe. Nosso corpo tem um orgão independente, que não cumpre ordens, não obeceçe aos comandos: o coração. Estou me deparando com uma revolução corporal. A cabeça pede, o coração se recusa a obedecer e esse embate está me matando.
Por que não conseguimos domar o coração? Por que não pode ser tudo mais fácil?... Para o meu cérebro esse blog, o trabalho, a profissão, o dia-a-dia é um remédio, é um alento, uma distração. Para o coração isso tudo não existe, há uma desobediência esperançosa e autoflageladora (dane-se a nova ortografia).
Hoje sou escravo da minha própria casa, do meu próprio corpo. O coração está armado e me impede de sair. Ele quer que eu fique, que eu lute, que eu acredite... Enquanto ele me força neste cárcere privado, tento juntar os cacos, e são muitos...

sexta-feira, 15 de maio de 2009

ENTREVISTA JOSÉ NELLO MARQUES * VÍDEORREPORTAGEM

Como falei no post anterior, para comemorar os 10 anos de televisão, fui entrevistar o meu primeiro diretor.
José Nello Marques é jornalista e radialista, começou na extinta Rádio Clube de Garça (São Paulo), em 1970. Com 39 anos de profissão já cobriu diversos acontecimentos importantes. Passou por várias emissoras de rádio e televisão. No início de 2009 assumiu o comando das tardes (16h - 18h) na Rádio Record (1000 AM).
Ele nos recebeu para esse bate-papo rápido. O áudio da entrevista está com um barulho, infelizmente havia uma "cachoeira" no local onde podiamos gravar. Mas mesmo com esse pequeno problema a entrevista ficou bem legal. Confira:


quinta-feira, 14 de maio de 2009

10 ANOS DE TELEVISÃO

Foi em uma tarde fria do dia 15 de maio de 2000 que começei unir paixão e vocação. Na época era um adolescente de 17 anos que estava nos primeiros meses da faculdade de jornalismo. Fiz uma prova, aconselhado pelo Prof. Paulo Nassar. A vaga era para um estágio na Tv Uniban do CNU (Canal Universitário de SP).
Fiz a prova que reuniu alunos de todas as turmas da faculdade. No dia seguinte recebi a notícia da então coordenadora do curso Maria Auxiliadora. Ela vibrava porque me achava jovem demais e me disse que seria incrível aquele estágio. Estava muito empolgado, no mesmo dia minha amiga Lia Habib também começou o estágio.
Lá conheci pessoas incríveis que praticamente moldaram o profissional Antenor Thomé, foi lá também que nasceu o Antena. Um ano depois já assumia o microfone da TV e era responsável por muitas reportagens. Passei também por outros lugares, me aventurei com algumas coisas. Mas nunca deixei a telinha.
Nesses 10 anos foram milhaes de entrevistados, centenas de reportagens e programas, alguns erros, ótimos acertos com direito a indicação de prêmio. Hoje estou ajudando a criar uma tv web e não deixo de produzir minhas próprias reportagens aqui no blog.
Tinha pensado em inúmeras comemorações, mas um problema pessoal me impede de sorrir hoje. Para não passar em branco essa data gravei mais uma vídeo-reportagem. Uma entrevista com o meu primeiro diretor na TV, José Nello Marques, que hoje está na Rádio Record (vou postar mais tarde, ainda estou editando). Por enquanto algumas fotos do decorrer da minha carreira.
Quem sabe quando completar 20 anos eu comemore pra valer! Obrigado a todos que contribuíram e ainda contribuem para o meu aprimoramento profissional.

Ibirapuera -2004/ Rancho dos Gnomos - 2006

obras do metrô - 2003 / Tv Torri - 2009

Exposição Davinci - 2007 / Sambódromo - 2007


Astronauta Marcos Pontes - 2006

Minha estréia - Lolita Rodrigues - 2000

PARCEIROS

Na vida nunca podemos andar sozinhos, temos sempre que fazer conexões, encontrar pessoas alinhadas com o nosso pensamento e postura.
Hoje o blog ganha um grande parceiro: A TalkShow! é uma escola de idiomas que prima pela qualidade. Faz isso com professores experientes e principalmente com uma proposta inovadora.

Que a TalkShow! seja bem-vinda!!!

FALHA DE SINAL

Uma Antena forte, com um sinal de qualidade e principalmente com toda sua grandeza se faz com diversas peças.

Algumas delas são facilmente trocadas, outras não fazem muita falta, mas tem aquelas que são insubstituíveis.
Hoje, por alguns problemas técnicos o sinal está fraco e incapaz de transmitir. Espero voltar amanhã com a qualidade que sempre tive e com toda força necessária para levar um material de qualidade.

As transmissões voltam amanhã...

Obrigado pela compreensão.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

TROFÉU JOINHA

É muito bom ser reconhecido por aquilo que fazemos. Todo mundo gosta de uma massagem no ego, de um carinho na auto-estima. Por isso, todos os dias, tentamos fazer sempre o melhor para atingir bons resultados em nossas profissões.
Isso deveria ser o normal, mas nem sempre é assim. Existem milhões de certificados, prêmios, troféus, medalhas e títulos para tentar mostrar quem tem qualidade, quem tem excelência naquilo que se propõe a fazer.
Mas como identificar se aquele prêmio é válido? Como saber se tudo aquilo não é uma simples armação publicitária? Difícil, mas sempre existem pistas. Em primeiro lugar, no caso de uma premiação por votação aberta, certifique-se de que a empresa que está promovendo tal votação é séria. Depois veja se existe algum tipo de auditoria na contagem de votos. Por último verifique quem patrocina tais eventos e compare com a lista de vencedores. Encontrou empresas ou pessoas nas duas listas (patrocinadores e vencedores)? Isso é um péssimo sinal, é o sinal de que esse prêmio é apenas uma forma de encher uma sala com troféus e certificados. Um monte de lata e papel que não serve de nada, apenas ajuda a criar uma falsa identidade de empresa ou pessoa vencedora.
São eventos, premiações e um monte de blá blá blá para inflar egos e bolsos. Quem é bom não precisa disso, apenas é bom naquilo que faz e consequentemente todo mundo fica sabendo, esse sim é o melhor troféu.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

MARAVILHAS EM ALTA DEFINIÇÃO

Além de ser um profissional de televisão, sou também um apaixonado pela "deusa dos raios azulados". Estou sempre atualizado, seja com a programação, seja com a parte técnica. É paixão mesmo...
Hoje comprei uma Tv de LCD e estou assistindo tudo em Alta Definição, o famoso HDTV. É muito diferente quando você trabalha com algo, vê todo dia na emissora, editando e produzindo, acaba nem percebendo a maravilha das coisas. Aconteceu comigo, já tive oportunidade de ver e mexer com HD, mas assistindo aqui de casa, podendo "zappear" por todos os canais e sem a pressão da profissão, fiquei bobo.
Como é incrível a tecnologia, a imagem é perfeita. Todos os detalhes de quem está no vídeo são revelados, desde rugas até uma maquiagem bem feita, dos detalhes de cenário até a perfeição de vinhetas e créditos.
A chegada da Tv Digital certamente está mudando a forma de se fazer televisão, mas principalmente vai mudar (com o tempo) a forma de assitir televisão. Nós, enquanto telespectadores, teremos que nos adptar a esse formato para conseguir usufruir de tudo que ele vai nos oferecer.
Acesssar a internet, interatividade, mobilidade, além da perfeição de áudio e vídeo, são grandes vantagens para quem gosta de sonhar diante desta caixa mágica (que nem tem mais aquele formato de caixa). Já estou sonhado...

sábado, 9 de maio de 2009

AQUÁRIO DE SP * VÍDEORREPORTAGEM

Sempre gostei de peixes e animais marinhos. Gosto deles vivos e não para comer, nunca fui fã da culinária oriental. Cheguei a ter um peixe que até viveu bastante, 2 anos. Era o "Kint Kim Kate" (nome estranho e uma história bem longa), era um daqueles peixes beta, muito simpático e bonito, passou por vários monentos difícies, quase morreu várias vezes e chegou a morrer uma vez e milagrosamente ressucitou.
Bom, lembrei do meu peixe porque a vídeo-reportagem de hoje vai mostrar o Aquário de São Paulo. Um ótimo lugar para levar crianças, sempre é bom ter paciência porque é muita gritaria e empurar-empurra para conseguir ver de perto os peixes, mas mesmo assim vale a pena.
Gravei essa reportagem há duas semanas, portanto não tinha a filmadora ainda, então ela é o último vídeo feito com máquina fotográfica digital.
Espero que goste...


sexta-feira, 8 de maio de 2009

BOMBAS RELÓGIO

Somos cercados continuamente por bons e péssimos exemplos. O fato que presenciei aconteceu na quarta-feira e fiquei pensando hoje o dia todo. Tudo aconteceu muito rápido, no vagão do metrô aonde eu estava tinha uma menina, aparentando uns 18 anos, vestida de forma bem irreverente e ousada.
Quando o trêm parou na estação Luz a moça desceu. Na confusão que estava ela acabou esbarrando em uma mulher. A tal mulher olhou para ela e começou a gritar dizendo que a menina era louca.
Começou o bate boca. Num lace muito rápido a menina já estava no chão e a outra chutando a barrigadela. Parecia coisa de Luta Livre, no melhor estilo WWE. As portas do vagão fecharam mas o trem não partiu.
Todos que estavam no vagão correram paras as janelas para assistir o espetáculo de gladiadoras. De camarote, eu estava na porta, continuei vendo aquela cena terrível. Algumas pessoas começaram a gritar apoiando a briga e querendo mais violência. Logo chegaram os seguranças que separaram as duas mulheses, só então o trem partiu e não puder ver o final da cena.
Como estamos nos acostumando com a violência barata, com a ignorância justificada, com a banalização da falta de respeito.
Não sei se a menina disse algo para a mulher, nã sei se a mulher fez algo para a menina, mas nada justifica uma violência como essa. Duas pessoas que não se conhecem lutam como loucas em pleno metrô. Estamos muito intolerantes, todos parecemos bombas relógio que podem explodir a qualquer momento.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

NASCIMENTO

Essa semana está cheia de surpresas!!!! Nasceu meu sobrinho, o Felipinho.
Na manhã desta quarta-feira minha irmã Bianca deu a luz. Já de madrugada ela estava sentindo fortes dores, chamamos a ambulância e ela foi levada para o hospital. A enfermeira deu certeza logo de cara, não passaria de quarta.
Como estavamos esperando a criança só para a semana que vem, fomos todos pegos de surpresa. Eu tinha acabado de deitar quando a gritaria começou, não deu tempo nem de fechar os olhos. Corre daqui, pega roupas de lá e aquele bate cabeça normal em situações como essa.
Desde segunda-feira dormi apenas 3 horas. Estou parecendo um zumbi escrevendo este texto aqui da Cásper (tenho aula da pós hoje).
Por isso peço a compreensão de todos com relação aos posts até sexta-feira. Pra variar essa semana vão acontecer dois eventos importantes que tenho que cobrir.
Assim que tiver fotos e vídeos do Felipe coloco aqui... Excepcionalmente a vídeo-reportagem será postada no sábado.

Até mais....

terça-feira, 5 de maio de 2009

POBRE MICKEY MOUSE

A correria era grande na Disney World, todos procuravam por Mickey Mouse. Em um canto a Minie chorava desesperada olhando aquele número enorme de visitantes na fila da montanha russa.
Pateta, que sempre foi brincalhão, conversava baixinho com Pato Donald. O assunto não poderia ser outro, a Disney divulgou o balanço financeiro dos 6 primeiros meses do ano e apontou uma queda de 39% no faturamento. Donald tentou acalmar o amigo e disse que isso era normal, afinal estamos em plena crise mundial.
Logo começaram a surgir boatos. O primeiro dava conta de que Cinderela estava vendendo seu sapatinho de cristal. Ela precisa pagar as contas do castelo e manter toda a beleza e limpeza do lugar, ainda tinham muitos visitantes querendo conhecer sua casa. Alguns diziam também que os sete anões teriam corte no orçamento e então seriam transformados em apenas 4 anões. Imagine só o desespero de Alladin, nessas horas sempre sobra para algum estrangeiro.
Sempre animado e otimista, Zé Carioca andava pelo parque como se nada acontecesse. Fazia piadas com um, ria para outros e dizia para todos terem calma que esse resultado era passageiro, quase uma marolinha diante do tamanho do grupo Disney.
Mas a confusao estava armada e a maior preocupação era com o desaparecido Mickey. Pluto farejava pelas largas ruas do complexo mas nada do rastro do seu fiel amigo. Como última tentativa todos os amigos foram até a floresta tenebrosa para ver se Maga Patalógica pudesse ver na água da sua piscina o paradeiro do rato.
O máximo que ela viu foi a Casa do Tesouro de Tio Patinhas. Todos correram para lá e assim encontraram Mickey conversando com o pato rico. Ele pedia conselhos de como manter todo aquele império com apenas 1,4 bilhão de dolares. Tio Patinhas sorria dizendo que era só economizar um pouquinho, afinal aquele valor era de fazer inveja a qualquer empresa. Mas se caso mickey quisesse ele emprestaria alguns milhões da sua interminável fortuna.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

QUE SE FAÇA A LUZ

Como algumas coisas da nossa rotina fazem falta quando ficamos sem... Hoje fiquei completamente perdido aqui em casa. Exatamente às 18h25 acabou a energia no bairro onde moro. Primeiro foi o bairro todo, depois o problema ficou concentrado apenas nos quarteirões próximos.
No começo esperei, achei que fosse voltar logo. Depois de meia hora vi que a coisa iria demorar. Então fiquei rodando como uma barata tonta aqui no apartamento. Como faz falta energia elétrica, queria tomar banho e não dava, esquentar um lanche no microondas menos ainda, usar a internet também impossível. A vontade era sentar e chorar...
Tentei ler um livro a luz de velas, mas com meia página lida já desisti pressentindo a dor de cabeça que me atacaria. Liguei o notebook e fui me empenhar no livro que estou escrevendo. Consegui adiantar boas linhas e organizar alguns fatos que estavam me importunando. Depois dessa deslanchada literária fui para a rua. Passei no mercado, padaria e quando chego em casa nada de luz.
Ai começam aquelas sessões nostalgia em família. Um conta piada, outro lembra de fatos do passado e assim ficamos esperando o tempo passar. A luz só voltou às 22h35 e cá estou escrevendo e feliz com a eletricidade e tudo o que ela proporciona (viva banho quente, viva misto quente).

PS: Hoje o dia foi movimentado, no início da tarde um forte acidente na esquina do meu prédio deixou uma pessoa ferida. Foram três carros envolvidos e um deles fugiu. Segundo o Tenente Trotta da PM o veículo foi identificado e o motorista será autuado (fotos abaixo).




domingo, 3 de maio de 2009

OS DOIS LADOS DA VIRADA

Neste final de semana aconteceu a Virada Cultural. Sem dúvida uma ótima idéia para trazer mais turismo, cultura e lazer para São Paulo. Mas como tudo nessa vida, existem os lados positivos e os lados negativos do evento.
Vou começar com o que não é legal. Quem pode ir a festa percebeu a enorme quantidade de sujeira espalhada pelo centro da cidade. Garrafas plásticas, latinhas, comida, cigarro e inúmeras coisas que ficaram jogadas nas ruas da cidade. Claro que a prefeitura vai colocar um multirão de garis para tirar tudo isso, mas a quantidade de lixo era monstruosa. Um detalhe que pude reparar, enquanto o lixo era jogado no chão, as várias lixeiras estavam praticamente vazias.
Outro aspecto negativo ficou por conta dos banheiros químicos que não deram conta da quantidade de pessoas e horas de evento. Consequência disso foram banheiros nojentos, pessoas fazendo suas necessidades fisiológicas pelas ruas, bares e restaurantes cobrando o uso dos banheiros. Esse fato merece mais atenção da organização.
Agora vamos a parte boa. Nem preciso dizer que a Virada é uma ótima oportunidade para promover a cidade e levar atrações de qualidade, de graça, para toda a população. Saí com minha namorada neste domingo para ver o show do Zeca Baleiro na Av. São João. Moro no Bom Retiro e por isso fui andando, quando cheguei na Estação da Luz fiquei enlouquecido com a reunião de donos de carros antigos (fotos abaixo). Lá também teve uma apresentação musical com Índios, foi muito bonita.
Andamos pela Av. Cásper Líbero onde acontecia homenagem a Raul Seixas, na Av. Rio Branco acompanhamos o fim do show do Baleiro, na Galeria Olido artístas circenses desciam do alto do prédio pendurados por cordas, emocionante. Por fim, no Vale do Anhangabaú, várias rodas de forró. O melhor aspecto dessa virada foi poder andar pela cidade, observar locais que a correria do dia-a-dia não nos deixa perceber.
Que a população aprenda que cultura também é jogar lixo na lixeira, fazer necessidades no lugar certo. Que os organizadores aprendam com os erros, repitam os acertos e que ano que vem tenhamos uma Virada ainda mais especial.





O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO