domingo, 11 de abril de 2010

CHICO XAVIER

Já deveria ter escrito sobre o filme antes, já que assisti a história na última terça-feira. Mas a correria, gravações e contratempos me deixaram um pouco distante dos textos aqui do blog nesta semana que passou.
Não sou muito fã de filmes biográficos, acho que é muito difícil colocar na tela a história de uma vida e sempre ficam coisas importantes e relevantes de fora e entram outras por mero efeito de impacto visual em quem assiste.
Ainda não entrei no filme do Chico Xavier, estou me referindo principalmente aos filmes "Dois filhos de Francisco" e "Lula, o filho do Brasil". Claro que é interessante saber sobre a história do nosso presidente e de pessoas que se destacam no cenário artístico, político e empresarial.
Não posso negar que os filmes são bem feitos, boa produção, elenco impecável, mas o filme do Lula não conseguiu levar muitos espectadores ao cinema, o que me espantou. Na minha opinião foi lançado no momento errado.
Recentemente estreou o filme contando a história do medium mineiro Chico Xavier. Sem dúvida já despertou grande atenção pela pessoa do Chico e também por todo o mistério que envolve sua história.
O sobrenatural, o desconhecido, o que não podemos explicar é um grande chamariz para o público, mas o filme traz o Chico Xavier humano, com seus erros, acertos e principalmente com a sua bondade que se fazia presente independente das psicografias e mediunidade. O filme acertou em cheio nesse ponto.
Claro que toda a história mostra o lado espiritual que envolvia o medium, mas foi contado de forma tão natural que até as pessoas que não acreditam no espiritismo saem envolvidas pela história. Não fantasiaram, não apelaram, não foram para o extraordinário. Mesmo o personagem por si só ser extraordinário.
Gostei muito de utilizarem a entrevista original concedida por Chico Xavier ao programa de televisão "Pinga Fogo" da década de 70. A caracterização dos personagens está impecável e o filme é envolvente e cheio de belas atuações.
Certamente vale a pena, independente da sua religião, conferir esse filme que traz a história de um homem que se dedicou a bondade. Segue o trailer.

3 Comentários:

Felipe disse...

Thomé
Tive a oportunidade de visitar Uberaba duas vezes enquando o Chico era vivo.
O seu comportamento, para com todas as pessoas, era aquele que o filme mostra.
As cenas das reuniões, onde familias desesperadas esperavam mensagens de parantes que partiram, foram fidedignas.
O filme merece ser visto por todos, uma vez que Chico não foi só espírita e sim um grande brasileiro.
Pena o filme não haver mostrado a campanha feita para que ele recebesse o Premio Nobel da Paz, mas isto em nada o desabona.
Parabéns pelo post.
Abraços!
Felipe

Priscilla Wilmers Bruce disse...

Antena querido,
Concordo com você! A humanidade e bondade do Chico atravessam fronteiras religiosas ou quaisquer outras convicções. Vi o filme ontem e quero acrescentar (como espírita) que até mesmo os conceitos doutrinários permeados muito de leve, estavam corretos...Chico marcou sua passagem entre nós porque era ecumênico e simplesmente se preocupava em fazer o bem!
Valeu amigo e parabéns por ser sempre "antenado"!

LISON disse...

Que Post Fascinante!
Amigo Thomé,

Gostei muito da sua leitura sobre os filmes em tela...Agora, com certeza o filme sobre a vida de Chico Xavier é marcante e profundo.
Parabéns por mais um excelente post!
Abraços,
LISON.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO