sexta-feira, 14 de maio de 2010

VIVER A VIDA

Hoje, vendo o final da novela "Viver a Vida", vi duas pessoas que fizeram parte da minha trajetória profissional. Uma delas de forma bem importante e outra de uma forma bem interessante.
Eu ainda era um adolescente, cheio de espinhas, óculos medonhos, cabelo estranho, magro, muito magro e repleto de sonhos, vontades, esperanças e utopias.
Fazia pouco mais de 2 meses de curso de jornalismo e estagiava na TV Uniban do Canal Universitário de São Paulo. O Canal tinha um programa muito bom que se chamava "Grandes Nomes do Século XX" que recebia nomes importantes de diversos segmentos. Essas pessoas contavam histórias da vida, momentos da carreira, era algo bem legal. Anos depois conduzi esse programa no mesmo canal, já com outro nome com a mudança de século, passou a chamar Vozes.
Mas voltando a data em questão, era julho de 2000, e eu precisava de um depoimento para um trabalho sobre telenovelas que fazia para a faculdade. Eis que foi dar entrevistas para o Grandes Nomes a atriz Lolita Rodrigues. Pedi para a produtora do programa se eu, um simples estagiário poderia falar 5 minutos com ela para pegar um depoimento para o trabalho.
Fui surpreendido não só com a autorização para falar com ela, como também com uma produção maior para meu simples depoimento. A estrutura da TV foi colocada a minha disposição, câmeras, microfones, cinegrafistas e estúdio. Para quem ia anotar em um bloco de papel o que a Lolita tinha a dizer sobre as telenovelas o lucro era total.
Luzes ligadas, câmera posicionada e eu me vi diante de uma estrutura que eu sempre amei, mas até então não tinha comandado. O nervosismo era evidente, mas quando falaram gravando tudo correu muito bem e natural. Lolita Rodrigues foi extremamente simpática e a entrevista teve 15 minutos, o momento está na foto ao lado. Foi um sucesso na apresentação do trabalho e naquele momento da entrevista ratifiquei a minha paixão por aquilo que havia escolhido estudar.
Tenho até hoje essa gravação, uma das poucas coisas que tenho dos tempos de CNU, participei de mais de 1400 programas e tudo está lá trancado nos arquivos da universidade, acumulando poeira, mas ai entramos em outro mérito.
Quem apareceu na novela também foi o maestro João Carlos Martins, outro craque naquilo que faz, e principalmente com uma história de vida emocionante. Meu encontro com João Carlos martins também foi nos tempos de Canal Universitário, mas já nos meus momentos finais por lá, no início de 2007. Era uma apresentação da orquestra Bachiana junto com a bateria da escola de samba Vai-Vai. A entrevista com ele foi rápida, mas muito interessante, mas a apresentação foi algo marcante e que certamente foi uma das coisas mais bonitas que já assisti até hoje. O vídeo abaixo foi neste dia, feito por uma outra TV, sei que é a mesma data porque no começo, bem de frente com o João Carlos Martins está o meu cinegrafista André Martins. Legal que encontrei esse vídeo.
Enfim, são momentos que recordei vendo o final de Viver a vida e parafraseando o título da novela, é bem isso mesmo, vamos vivendo e tendo outras experiências, novas histórias neste ciclo mágico da vida.

4 Comentários:

Jonatan Bandeira disse...

Olha a furada aonde me meti: talvez comentar sobre novelas nao seja o meu forte - rs. Mas enfim... rs Venho mesmo é agradecer a sua participação no BLOG UM GOLE DE IDEIAS. Espero que embrigue-se sem moderação em nossos escritos.

Um grande abraço.

www.umgoledeideias.blogspot.com

PS: recado afixado no mural.

MARIVAN disse...

Realmente foi um final emocionante, o testemunho magnifico do maestro,
amigo passe no meu blog e entre na campanha, indiquei um selo pra vc,
http://pentecostalwebradio.blogspot.com/2010/05/o-selinho-internacionalsunshine-award.html

Ana Beatriz Camargo disse...

Olha isso! Esse Antena é tão versátil que a cada hora ele aparece com uma história nova. Bacana demais essas duas experiências, Antenildo. Parabéns mesmo.

Me diverti com seus tweets, ontem, a respeito do último capítulo da novela. Que final foi aquela com João Carlos Martins, não? O melhor momento da novela inteirinha. E quanto às personagens, na minha humilde opinião, a Lilia Cabral está merecendo há tempos ser a nova Helena. A melhor é simplesmente incrível, convenhamos.


Bom, é isso.

Beijão, e bom fim de semana, Antena!

Antenor Thomé disse...

Obrigado pelos comentários.
Na verdade esse não foi um post sobre a novela, mesmo porque só vi o capítulo final por osmose, já que minha mãe assistia aqui em casa.
Mas ele me fez recordar de boas histórias que vivi.
Jonatan, o blog de vcs é muito legal. Parabéns.
Marivan, obrigado pelo selo.
Ana, você sempre presente por aqui. Saudades.

Valeu gente

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO