domingo, 27 de junho de 2010

GLOBAL E LOCAL

Moro em um bairro muito interessante de São Paulo que é o Bom Retiro, aqui há uma mistura muito intensa de pessoas de várias nacionalidades. As grandes colônias que estão aqui por exemplo são Coreanos, Judeus, Italianos, Gregos, Bolivianos, Armênios entre tantos outros.
Sempre tive um bom contato com todas essas pessoas, só no prédio onde moro tem pelo menos um morador de cada uma dessas nacionalidades. Uma coisa que sempre reparei foi na forma como essas pessoas, mesmo morando muito tempo longe dos seus países de origem, conseguem manter tradições e traços da cultura.
Há uma tendência do global sufocar as coisas regionais como algumas manifestações culturais. Sempre o que é "maior" ou mais evidente tem mais força, só que o regional, a cada dia que passa consegue fazer resistência quanto a essa investida do mundo globalizado, onde raízes parecem não ter muita importância, onde o planeta vira um enorme "não-lugar".
Nessa Copa do Mundo foi interessante ver a colônia sul-coreana reunida e realizando festas a cada jogo do país. Os paraguaios ostentam com orgulho a camisa do time e realizam encontros pelo bairro.
Tirando o fator Copa de campo também pude observar uma mudança na postura das pessoas. Há alguns anos a comunidade grega aqui do bairro organiza uma festa junina na rua de casa. Uma festa pequena, que ocupa apenas uma quadra e tem o que toda festa junina tem, mas com um forte enfoque para comidas e doces típicos da Grécia. A festa era freqüentada por um número razoável de pessoas, mas nada de muito especial.
Ontem levei um susto com um grande barulho na rua, saí na janela e me impressionei. A rua estava lotada e uma banda tocava músicas gregas. As pessoas dançavam felizes e empolgadas, em uma animação que fazia tempo que não via nessas festas.
A comunidade conseguiu relembrar suas raízes, manter laços que poderiam se perder com o tempo. Lá não tinham só gregos, até eu dei uma passadinha por lá e pude interagir com uma cultura diferente, alegre e interessante.
O Bom Retiro é um bairro peculiar, a globalização está evidente aqui, a cada esquina percebemos um pedaço do mundo, ao mesmo tempo não há lugar mais regionalizado, que preserva a cultura e mantém laços como aqui.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO