sábado, 19 de junho de 2010

JOSÉ SARAMAGO

Por falta de tempo não consegui escrever sobre a morte de José Saramago ontem. Mesmo assim vou escrever porque o tempo nessas horas não importa, a obra deixada por ele vai existir pra sempre e por isso falar sobre o autor é sempre um prazer.
Já citei Saramago algumas vezes em posts aqui do blog, os livros dele são marcantes e fortes. Seu estilo é inconfundível e polêmico. O ponto de vista do escritor desagradou muita gente, principalmente nas questões religiosas. Mas também despertou muito debate e colocou as questões humanas em cheque e análise.
Li vários livros dele, o primeiro foi justamente um dos mais polêmicos "O Evangélio Segundo Jesus Cristo". Foi para um trabalho na faculdade, lembro que no começo da leitura estranhei a forma de escrever do autor, tive dificuldade, mas depois que me adaptei ao estilo de Saramago me encantei.
O último que li foi "As intermitências da morte". Neste o escritor relata os reflexos da ausência da morte em uma cidade fictícia. Durante um período as pessoas não morriam, os doentes sofriam, as funerárias perderam a "matéria-prima" do seu negócio, hospitais lotados, o caos. Um retrato interessante sobre algo que muita gente quer evitar: a morte.
Estou com dois livros dele na fila de leitura, com o fato Saramago vai furar a fila e ficar na frente, será o próximo. Tenho certeza que Julio Verne, Dan Brown, Edney Silvestre, Chico Buarque, J.J. Benitez, Stephen King entre tantos outros que estão na fila não vão achar ruim.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO