domingo, 6 de junho de 2010

PARADA GAY 2010

Ia fazer uma videorreportagem na Parada Gay hoje, fui para lá gravar para a RedeTV e iria aproveitar para produzir material para cá também, mas a forte gripe me fez voltar mais cedo pra casa.
É um evento muito divertido, independente do seu gosto sexual. Aliás, para uma festa ser divertida não importa se você é homem ou mulher. Essa é a segunda vez que vou, fui em outra oportunidade com minha ex-namorada e nos divertimos bastante. Esse ano fui pela primeira vez cobrir o evento e confesso que foi uma missão complicada.
Complicada pelo número de pessoas envolvidas, o som alto de 17 trios-elétricos tornava impossível gravar qualquer tipo de entrevista e pelo tamanho do local fica inviável percorrer junto com a multidão e conseguir boas histórias.
Histórias como a da Dona Filomena, de 75 anos que assistia ao "desfile" de drags, travestis, trasformistas e de pessoas fantasiadas com muito bom humor. Ela se divertia com toda família e deixava bem claro que o preconceito passava longe dali.
Obviamente nem tudo são flores... Muitos menores de idade consumindo litros e mais litros de bebida alcoólica... digamos que a sexualidade, para algumas pessoas estava bem aflorada e quase era possível ver em alguns pontos da avenida cenas bem ousadas, muito além de beijos e abraços...
Não vi problemas com relação a segurança, muitos policiais estavam espalhados pelas ruas, mas o lixo foi um problema novamente. Não existiam lixeiras no caminho, exceto as lixeiras já existentes da avenida, mas nem todas elas estavam acessíveis ao público.
Mudando de assunto... inverti a ordem da promessa que fiz no post anterior... A videorreportagem na Casa Cor você confere nesta segunda-feira. Abaixo fotos que tirei lá na Parada Gay.







4 Comentários:

Giba disse...

E os idealizadores da parada conseguiram um feito incrível, tornaram o evento muito lucrativo, eles faturam um bom dinheiro com esta festa.

All Gay disse...

Olá. Sou militante gay e estive no 3.º trio elétrico. Sobre no comentario de Giba, mostra não entender o verdadeiro fim da manifestação de ontem (manifestação, sim, pois toda Parada LGBT, em qualquer lugar do Brasil, é uma forma festiva de protesto). Giba: os organizadores da Parada não faturam. Sempre batalham para levar cada edição desse grandioso evento à avenida. Quem fatura são os que lucram com o turismo, alimentação, transporte e outros segmentos estranhos á organização do evento. Quanto ao autor do blog, a forma como falou de "gosto sexual" no início do texto dá margem a várias interpretações. Por exemplo: gosto sexual de quem? Do público? Dos organizadores da Parada? Creio que você se referia á orientação sexual do leitor, não é?

Antenor Thomé disse...

Olá "All Gay"...

Sim, me referi ao gosto sexual de quem está lendo por aqui... Independente de Ser homosexual ou heterosexual é uma festa para todos...
Obrigado pela visita!!!

Piraboy disse...

All Gay, concordo contigo em gênero, número e grau.
Antes de festa, a Parada é uma manifestação/protesto.
A propósito, também estava no 3o trio elétrico. xD

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO