terça-feira, 6 de julho de 2010

AS COELHINHAS DA PLAYBOY

Engraçado como as coisas acontecem na vida da gente. Quando eu era adolescente comprava a revista Playboy, achava aquelas mulheres o máximo, sonhava com muitas delas, conversava com amigos sobre essa ou aquela, coisa normal de adolescente.
Elas sempre representavam o inatingível, o Olimpo das fantasias sexuais, tecnicamente elas não existiam, eram mulheres que estavam ali, nuas, sensuais e impossíveis. Existia um abismo entre elas e nós pobres adolescentes mortais.
O tempo passa e a vida nos ensina muita coisa, coloca a gente em caminhos interessantes e sempre surpreendentes. Surpreendem positivamente e negativamente, e vou começar com a minha primeira decepção (no assunto playboy).
Conheci pessoalmente a Luiza Ambiel, isso em 2001 (putz, faz tempo). Eu tinha a Playboy dela e confesso que não era a minha preferida, achei bem fraquinha pra ser sincero, mas era uma playboy, era uma mulher cobiçada. Pessoalmente ela é simpática, com presença, tem um voz interessante, mas me senti enganado.
No mesmo ano tive oportunidade de conhecer a redação da revista lá no prédio da Abril. Conheci alguns profissionais e estava lá para entrevistas o Fernando de Barros, que assinava a sessão de moda da revista. Infelizmente o Fernando já faleceu, mas foi um prazer entrevista-lo, grandes histórias que ele contou. Esse fato me faz abrir um parênteses e dizer que a Playboy não é só mulher pelada. Lá tem muitas matérias bem escritas, jornalistas sérios e ótimas entrevistas. Eu também leio Playboy por causa das entrevistas.
Os anos passaram e o adolescente virou profissional e acabou encontrando com freqüência as coelhinhas e musas que enchem nossos olhos. Apesar da primeira decepção, os outros encontros foram muito interessantes porque a mulher nua impressa no papel virou entrevistada como a Ellen Roche. Uma simpatia de pessoa e incrivelmente linda.
Bom, "deixando de lado os entretantos e partindo para os finalmentes" (O Bem Amado - Dias Gomes) estou escrevendo este texto para dizer que a revista Playboy da minha colega de RedeTV, Monica Apor, chega as bancas. Ela é linda, simpática, talentosa e tenho certeza que vai agradar nas páginas da revista.
Recentemente estive gravando um ensaio fotográfico que ela realizou para a revista Cult. Um ensaio bem interessante, cheio de água, espuma e muita sensualidade. Vale a pena postar o vídeo novamente.

1 Comentário:

LISON COSTA disse...

SAUDAÇÕES!
AMIGO ANTENOR:
Muito boa a sua trajetória, coroada de muito sucesso... gostei de conferir a historia, agora, quanto a belíssima e talentosa, Monica Apor, diante de sua reportagem, já agendei e vou providenciar um exemplar.
Parabéns pela excelente matéria!
Abraços,
LISON.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO