sexta-feira, 3 de setembro de 2010

NOSSO LAR

O cinema brasileiro vive de "modismos", hora é a miséria do povo, hora é a violência e o crime organizado, já passamos pelas biografias e agora chegou a vez da religião, mais especificamente o espiritismo.
Não digo isso em tom de crítica, acho que é natural pelo tipo de cinema que nosso país produz, já que não temos uma industria de verdade, temos momentos. Melhorou muito, tanto em qualidade de material, quanto em quantidade de produções. O público também está mais aberto para as produções nacionais e para as diversas temáticas sugeridas.
Nesta sexta-feira estreia o filme "Nosso Lar", baseado na obra de Chico Xavier, cujo a cinebiografia fez e ainda faz muito sucesso. "Nosso Lar" conta a história do médico André Luiz em sua trajetória pelo mundo espiritual. Vi algumas cenas, o trailer (que também está no final da postagem) e achei muito bem feito. Mesmo para quem não acredita na doutrina espírita vai gostar da história. Um elenco interessante, imagens bonitas e bem realistas fazem parte dessa super produção.
No começo do texto falei de modismos do cinema. Acho que a bilheteria e repercussão do filme do Chico Xavier e o provável sucesso de "Nosso Lar" vão trazer muitas adaptações de obras espíritas para a telona. Não acho ruim, mas não pode cair na mesmisse e no estereótipo...
As histórias são ótimas, já li alguns desses livros, minha mãe tem muitos, muitos mesmo e ela leu todos. São diversos autores diferentes, uns mais conhecidos, outros nem tanto, mas há uma riqueza de material para ser filmado muito boa.
Há algum tempo entrevistei a médium Zíbia Gasparetto, foi uma grande entrevista, longa, densa e até difícil de realizar porque há uma polêmica no caso dela. Zíbia recebe valores pelas obras realizadas, o que vai contra a doutrina espírita. A entrevista aconteceu na sede da editora dela e que é responsável por milhões de livros vendidos.
Um outro clássico da literatura espírita é o livro "Violetas na Janela" da autora Vera Lúcia Marinzek, daria uma bela adaptação. Zíbia, Violetas, Chico Xavier entre tantos outros podem começar a ganhar as sessões e ajudar a esquentar o cinema brasileiro.

10 Comentários:

Anna disse...

Fortemente esperado... Essa super produção não posso perder! ;)

Fábio Diniz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Diniz disse...

Bom dia, meu amigo !!
Excelente texto e temática, como sempre !!
Estou aguardando, com ansiedade, p/ assistir a este filme tb pois ele vislumbra uma realidade fantástica !!!
Sucesso sempre, meu amigo !!
Forte abraço !!!

Caroline Lenso disse...

Domingo passado (29/08), tive a grande oportunidade de assistir o filme, em uma sessão especial promovida pela USE (União Sociedade Espírita), no cinema do Shopping da Lapa.
Um filme fantástico, na minha opinião.
E como vc mesmo citou Antena, independente da crença, vale muita a pena assistí-lo.

Beijo grande!

Anônimo disse...

Filme maravilhoso! Também tive a oportunidade de assistir. Independente da religião, é uma ótima oportunidade para repensarmos nossas atitudes!

Marcia Cainelli disse...

Filme maravilhoso! Também tive a oportunidade de assistir. Independente da religião, é uma ótima oportunidade para repensarmos nossas atitudes!

Anônimo disse...

Repensar o ser humano é a proposta principal do filme. Independente de religião a vida humana deverá ser investigada enquanto "ser espiritual eterno". Todo o aprendizado ocorrido na Terra é simplesmente mais um passo na escalada evolutiva do Homem.

Atenciosamente,
Claude.

Anônimo disse...

Interessante seria a produção de um filme sobre Alan Kardec - O Decodificador do Espiritismo.O Espiritismo é um veículo científico que busca demonstrar a sobrevivência do Homem Espiritual.

Atenciosamente,
Claude.

Anônimo disse...

Realmente o filme é fantástico. Fico feliz em saber que nós, como seres humanos, já estamos preparados para ter um filme assim. Assistam. Não é um filme. É uma EXPERIÊNCIA IMPACTANTE.

Anônimo disse...

Gostei do filme, mas lamento terem cortado várias passagens do livro que ficariam legais no filme, como a da mulher assassina de crianças que é barrada ao tentar entrar em Nosso Lar. Ou o episódio da velha dona de engenho, que relata a perseguição sofrida pelos escravos que ela matara em vida, com a anuência do padre. A dos encarnados em viagem astral avistados por André Luiz. A das entidades negras trabalhando para o adoecimento do segundo marido de Zélia. Ou a reflexão sobre a importância da água não só para a vida na terra mas também no mundo espiritual. Mas ficou bom. Uma bela versão cinematográfica, embora um pouco mais light do que o livro.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO