sábado, 9 de outubro de 2010

JORNALISTAS E ASSESSORES: AMOR E ÓDIO

O assessor de imprensa é uma função muito importante, seja assessorando pessoas, empresas ou eventos. O profissional, normalmente um jornalista, é o elo entre os veículos de comunicação com quem quer divulgar alguma coisa. Mas a relação entre os jornalistas de "redação" e os assessores nem sempre é fácil.
Como sou um cara calmo dificilmente arrumo confusão, mas tem alguns assessores que nos tiram do sério. A maioria faz sempre um bom trabalho, te apoia no que é necessário, facilita o acesso as informações e fontes e te dá uma base legal para trabalhar. Mas sempre tem aqueles que parecem mais seguranças, fazem tudo para te atrapalhar, evitam te colocar em contato com quem você precisa, não dão informações e sempre criam problemas. Como disse não é regra, mas tem bastante.
Estou falando sobre isso porque passei por duas situações distintas. Ontem fui gravar em um evento de bebidas aqui em São Paulo e a assessoria foi precisa e me deu o apoio que precisava, de forma ágil, sem complicações e a matéria foi realizada tranquilamente.
Já na semana passada senti na pele o "preconceito" que existe com a produção de conteúdos para blogs. Esse é um ponto que as assessorias devem ter mais atenção, já que estou ali também para produzir conteúdo e que será visto por muita gente.
Como vocês estão acostumados costumo fazer as videorreportagens aqui para o blog e tento sempre seguir o caminho habitual que qualquer veículo de comunicação percorre. Ligar para assessorias, marcar horário, pedir fontes e apoio para a gravação, mas nem sempre temos isso. Em muitos casos os pedidos para gravação nem são respondidos, em outros são negados pela sempre falta de espaço na agenda. Quando sou autorizado a gravar espero receber um tratamento igual ao de qualquer jornalista, seja da Globo, da Folha, enfim, quero receber as informações, ter meu caminho facilitado, dentro do evento.
Bom, estou acostumado a ser largado e com um sonoro "se vira". Fica implícito um discurso do tipo "se contente em ter entrado". Nesses casos não consigo realiza tudo o que planejei, a pauta fica 'quebrada" e o que poderia ficar muito legal acaba ficando frio e sem graça.
Como disse antes isso não acontece com a maioria, tenho grandes amigos assessores e outros tantos que sempre foram de grande ajuda. Uma pena que nem sempre esses bons estão nos bons eventos e o material não fica redondo.
Vale o alerta, o mundo dos blogs, o conteúdo feito por videojornalistas e gente que tem o seu próprio canal de divulgação está aí, crescendo, com números bem interessantes de acesso e que em muitos casos pode trazer um resultado melhor do que só uma notinha na Rede Globo.

3 Comentários:

Wander Veroni disse...

Oi Antenor!

Parabéns pelo texto. Por ser jornalista e blogueiro, também passo por esse mesmo tipo de situação. Infelizmente, alguns colegas assessores não sabem o que fazem, o que é uma pena. Blog também é mídia e deve ser respeitado como tal.

Abraço

Ana Beatriz Camargo disse...

"Assesor de imprensa é jornalista?" http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100909/not_imp607224,0.php

Ana Beatriz Camargo disse...

Errata: Pasquale ajudou e eu venho corrigir: faltou um S em "assesor", portanto, assessor.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO