quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

SÃO PAULO: A HIDROCIDADE

Basta uma chuva mais forte para que São Paulo se transforme num caos. Alagamentos, sujeira, trânsito, prejuízos, doenças, mortes... Todo ano é assim, independente de ser verão ou não, o céu escureceu a água já começa a querer tomar o lugar das ruas.
Eu moro em um bairro que sofre muito, o Bom Retiro. Na região central da cidade, ao lado das margens do Rio Tietê, o bairro tem algumas ruas onde as enchentes fazem parte da vida dos moradores. Por sorte eu moro em um local do bairro onde isso não acontece, mas vejo o sofrimento de colegas e conhecidos.
Qual é o problema e onde está a solução? São vários problemas e por isso merecem várias ações para solucionar cada coisa. Não sou especialista em nada disso, mas não precisa ser para ver o que precisa ser feito.
O lixo toma conta da cidade, mas repare que nos locais mais problemáticos das enchentes é onde mais se vê lixo acumulado. São pilhas de madeiras, retalhos, lixo doméstico, móveis... tem de tudo. A prefeitura é ineficaz na coleta e a população não tem educação e consciência.
Essa semana li em vários locais a notícia de um casal que produziu apenas uma sacola de lixo durante um ano. Claro que da forma que vivemos é impossível não produzir lixo, mas também acho que produzimos muito lixo por bobagem e que há como diminuir essa quantidade de coisas que desprezamos e jogamos na natureza.
Outro problema é a falta de locais para a água escoar e também penetrar no solo. As margens do Tietê estão ocupadas por bairros, empresas, marginais... Problema antigo e de difícil solução, já que as marginais são as principais vias dessa megalópole.
Mas é muito triste presenciar moradores perdendo seus pertences, empresas tendo prejuízos, trabalhadores de braços cruzados sem poder voltar para casa. Pessoas que morrem afogadas ou soterradas nas áreas ameaçadas, áreas que estão lá o ano todo esperando uma solução que nunca chega...
O que mais revoltou em toda essa situação foi a declaração infeliz do governador Geraldo Alckmin que disse que não se resolve esse problema em 24 horas. Eu concordo com ele, esse é um problema crônico, estrutural da cidade, que necessita de ações integradas e constantes, investimentos altos... Pena que ele esqueceu que ele e os colegas de PSDB tiveram tempo suficiente para agir e fazer tudo o que fosse necessário para evitar esse caos. Em 24 horas é impossível mesmo, mas 15 anos foi tempo suficiente, não?

2 Comentários:

Professora Ismaelita disse...

Os eleitores que colocaram estes governantes deverão cobrar ações, não ouvir desculpas porque na hora do voto eles prometem, quem manda votar errado isto que dá, a paz

restaurante são paulo disse...

I read your post very impressed seen this kind of important information’s. Really am interested to back to your blog again to gather some more information’s.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO