domingo, 13 de fevereiro de 2011

UM FINAL INCRÍVEL

"Vamos começar colocando um ponto final, pelo menos já é um sinal de que tudo na vida tem fim" esse é um trecho da música "Tudo novo de novo" do Moska. Como habitualmente faço quando quero escrever sobre um assunto fui pesquisar para não cometer alguma bobagem. São essas pesquisas que me levam sempre para lugares que nunca imaginei chegar ou então me levam para lugares que nunca pensei reencontrar.
Filosofia a parte, durante as pesquisas caí no último episódio da série Anos Incríveis. Série que considero uma das melhores já feitas na televisão mundial. Simples, com uma delicadeza ímpar, que fala do cotidiano de uma família americana entre as décadas de 60 e 70 de uma forma muito sincera. A série é emocionante por si só, mas o último episódio é de uma poesia tão rara que sempre me emociono quando assisto. Não foi diferente desta vez...
Foi então que fiquei pensando sobre as coisas da vida que por uma imposição natural sempre tem um começo, meio e fim... assim como o roteiro de um filme, um livro, uma série. Vivemos nessa roda de acontecimentos diária, estamos no meio de alguma coisa e é sempre muito difícil aceitar que o final existe, independente de como ele aconteça. O fim de um namoro pode ser o rompimento como pode ser o casamento, o fim de um trabalho pode ser a efetivação como a demissão... Com tudo na vida é assim, principalmente a própria vida.
Esse texto precisa de um final, mas melhor do que terminar com alguma frase de efeito, com algum pensamento mais filosófico sobre o fim, prefiro deixar o vídeo com os minutos finais da série Anos Incríveis. Como toda a história ela tinha que ter um final e foi um final incrível...

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO