terça-feira, 19 de abril de 2011

O SEXSHOP

Nunca estive em um sexshop, nada de preconceito ou coisa do tipo, mas nunca aconteceu de entrar em um. Há algum tempo atrás, não muito tempo, os sexshops eram quase que lugares proibidos, escondidos, escuros, entradas discretas, pouca indicação do que funcionaria ali.
Hoje não é mais assim, letreiros enormes, vitrines cheias de exemplos dos seus mais variados produtos, gente entrando e saindo com mais naturalidade. Ainda há um certo receio por parte de muitas pessoas, mas é bem menor do que antes.
As lojas também ganharam a web, perceberem que essa sensação de ficar anônimo atraia mais clientes, mas mesmo assim muitas continuam espalhadas pelas ruas. É curioso perceber essa relação das pessoas com o prazer. Ao mesmo tempo que há um certo ar de censura das pessoas com um olhar de pecado sobre o que há lá dentro, existe o prazer maior em fazer algo que pode parecer errado para a sociedade.
Estava conversando com uma amiga esses dias e ela estava me falando sobre não ter problemas em realizar as fantasias sexuais dela. Frequenta sexshop como se fosse uma loja de roupas qualquer, pede dicas para as vendedoras como se estivesse comprando um perfume, não está nem aí para o que vão pensar, porque ela não está fazendo nada de errado, apenas buscando a melhor forma de ter prazer.
Esse é um mercado muito lucrativo também e tem ganhado cada vez mais clientes. Os produtos são os mais diversificados possíveis, para os mais diferentes gostos, estilos, vontades, fantasias... Já ouvi cada história de produtos bem interessantes. E você costuma frequentar sexshop? Isso me fez pensar seriamente em gravar uma videorreportagem em um sexshop. Dá uma matéria bem curiosa...

1 Comentário:

Camilla disse...

seria uma materia ótima ;)

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO