sábado, 23 de julho de 2011

TRISTES FINS

Amy tomando vinho durante show em 2008
Foto: Julio Medina/ Reuters
Esse mundo tem as suas incongruências e suas coisas inexplicáveis. Enquanto alguns, mais precisamente 92 pessoas não tiveram a chance por escolher a vida na Noruega, a cantora Amy Winehouse lutou bravamente para chegar ao estado em que se encontra hoje: morta. 
As duas coisas não tem relação direta mas mostram o quanto as atitudes humanas estão desequilibradas. Um rapaz da ultra-direita resolve eliminar de forma aleatória pessoas por causa do seu fundamentalismo. Paralelo a esse momento uma jovem cantora, de talento ímpar, estava se destruindo desde quando começou a fazer sucesso. 
É triste ver como Amy foi perdendo o equilíbrio e não resistiu diante do álcool e drogas. Esse final dela era completamente previsível, só restava saber até quando ela resistiria, mas também poderia ser evitado, tinha remédio e principalmente tempo para que tudo pudesse tomar outro rumo. Pena que nem ela e nem quem estava a sua volta queriam isso. 
Sinto pena também pelas pessoas que perderam a vida e nem tiveram a oportunidade de lutar por ela. As drogas e o álcool são atiradores fundamentalistas que estão com a arma apontada para a cabeça de milhões de pessoas só aguardando o momento do disparo e nessas horas ela não distingue quem tem talento, quem é rico, pobre, seja na cracolândia ou em um bairro chique de Londres....

Vítima sendo atendida depois de explosão em Oslo - Foto:Fartein Rudjord/Associated Press

1 Comentário:

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

Antenor, como vai?
Seu blog está um primor, preciso vir muitas vezes aqui.

Com relação a Oslo, é muito triste constatar o quanto o mundo dos humanos, está terrível de se viver. Ninguém perdoa nada, sobretudo essa coisa difícil, esquisita e leviana que é a política. Pior, sempre sobra para a população de alguma forma. Conheço Oslo, e tenho uma amiga que mora lá. Fiquei encantada com o lugar que é lindo demais, organizado, calmo e só tem gente bonita, com cara de saudável e cada um muito na sua. Inacreditável o que aconteceu. Inaceitável. Triste demais.

Com relação a Amy, fiquei muito triste também. Há um tempo escrevi que alguém que gostasse ou convivesse com ela, deveria raptá-la e cuidar dela rsrsr quanta ingenuidade a minha... Ela adulta, escolheu o caminho mais podre, aquele que não deixa para seus "seguidores" o melhor exemplo e para ela, deixou a história de uma vida curtíssima.

Embora sua voz, seja, ou fosse bonita demais, não podemos esquecer que ela foi fraca de comportamento. A vida tem que ser vivida aos poucos e mesmo assim, não conseguimos vivê-la no todo... sempre falta um pouco.
Ela se adiantou. Uma pena!

Um beijo, CON

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO