sábado, 27 de agosto de 2011

CHAPLIN, CHOPIN E AS CRIANÇAS

Lembro de quando meu irmão mais novo era pequeno, por volta dos 5 anos, ele gostava de assistir na televisão cenas de filmes e esquetes do Charlie Chaplin. Ele se rachava de rir com as trapalhadas de Carlitos e ficava sempre pedindo para ver novamente os trechos. 
Achava muito curioso, apesar de todo estilo trapalhão de um dos principais personagens do cinema, uma criança ficar grudada diante das imagens sem muita qualidade e em preto e branco. Infelizmente depois que ele cresceu ele perdeu esse gosto cinematográfico e prefere ver essas modinhas adolescentes atuais, mas tudo bem, alguma semente deve ter ficado. 
Hoje tive outra surpresa. Estava aqui no meu quarto, trancado fazendo a edição de um webdoc. Quando estou editando não gosto de interferências ou muito movimento, então fiquei por algumas horas distante da realidade do mundo que rolava do outro lado da porta.
Quando saí para refrescar a cabeça, fazer um lanche e esticar o esqueleto me deparo com uma cena curiosa. Meu sobrinho, de pouco mais de dois anos de idade, estava abraçado com uma pelúcia que ele gosta assistindo a apresentação de uma orquestra na TV Cultura. 
Achei que o sono dele era mais forte do que a vontade de pedir para colocar outra coisa e peguei o controle para trocar de canal. Ele imediatamente reclamou, pediu para deixar lá na música e ficou por um bom tempo apreciando a apresentação de uma orquestra. Não sei se ele aguardava a entrada triunfante do Patati Patatá tocando algum instrumento ou até a chegada do Júlio do Cocoricó e sua gaita famosa. De qualquer forma ele estava tento contato com música de qualidade e espero que a semente fique plantada e um dia dê algum fruto. 

5 Comentários:

Anônimo disse...

Música de qualidade na SUA opinião. Claro que o site é seu, então as opiniões aqui postadas são suas, masssss é importante deixar claro isso.

Fernanda disse...

Olá, gostei muito do seu post, tenho um sobrinho que só dorme com música clássica. Acho q a melhor maneira dessa semente ficar plantada é colocar a criança o quanto antes para aprender um instrumento.
Abraço!

Antenor Thomé disse...

Obrigado pelos comentários.

Anônimo, é bem isso mesmo, a opinião é minha com relação a música de qualidade. Mas gostaria de saber sua opinião, ela é importante. Porque vocês deixou no ar a resposta, me parece que você não considere música clássica de qualidade. Seu ponto de vista é importante...
Fernanda, obrigado também, gostaria muito de ter aprendido a tocar algo quando criança... Essa é uma boa forma mesmo.

Um abraço

Anônimo disse...

Sou o primeiro anônimo.

Então, música boa é despretensiosa. nada de querer mudar o mundo nem nada... não que eu ache que a música clássica tem esse propósito, mas é que falando desse jeito você passa a impressão de superioridade. Ex; Eu ouço e gosto de música clássica, por isso sou mais inteligente do que alguém que ouve samba, pagode....
É só isso!

Antenor Thomé disse...

Cara (não sei se vc é homem ou mulher),
concordo plenamente com o que vc argumenta. Não foi minha intenção passar imagem de superioridade, até porque não sou um ouvinte habitual de música clássica. Também não acho que apenas a música clássica seja de qualidade.
Eu ouço samba, pagade, mpb e qualquer outro tipo de música que seja boa. Até por curiosidade, ontem entrevistei o sambista Dudu Nobre e hoje o pessoal da Turma do pagode. Foi muito legal!!
Mas certamente fiquei bem feliz vendo meu sobrinho ouvindo música clássica que é sim música de qualidade ao invés de muita coisa absurda que passa livremente pela televisão.

Valeu pelo comentário novamente e a opinião foi bem importante. Fica aqui a desculpa se por acaso passe algo de forma "arrogante".

Um abraço

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO