quinta-feira, 27 de outubro de 2011

NÓS QUE AQUI ESTAMOS POR VÓS ESPERAMOS

O título deste post é o mesmo título de um documentário brasileiro de 1998. Acho que foi um dos primeiros docs que assisti, junto com "Ilha das Flores". O assunto do post não é bem o documentário (mas fica a dica).
Para quem não sabe esta frase está na entrada de um cemitério na cidade de Paraibuna no interior de São Paulo. O cemitério ainda deve estar lá, a frase talvez não, alguém sabe? Enfim, esse título é algo que sempre vem na minha memória e ele é fantástico.
Fantástico porque pode representar inúmeras coisas, desde a mais clara referência sobre a morte, já que quem habita o cemitério não habita mais este plano terreno, até com relações mais malucas como eu sempre faço na minha cabeça.
Então fico me perguntando: o que nos espera? quem nos espera? ou por quem eu espero? o que eu espero? Parece viagem mas não é, ou é. Nós, a humanidade, estamos tomando um rumo cada vez mais torto e perigoso, um caminho quase sem volta. Violência, falta de educação, desrespeito com a natureza e milhões de outras coisas que vão nos colocando numa espiral profunda e perigosa.
O futuro nos espera, incerto, temeroso, cheio de dúvidas e questionamentos sobre as coisas que temos feito no presente e por diversas outras que fizemos no passado. Não sei se esse futuro nos espera de braços tão abertos assim, talvez a frase da entrada do cemitério não se refira as almas dos mortos que nos esperam, mas sim ao terreno abandonado, silencioso, cheio de cruzes e covas abertas. 
Que distópico que eu estou hoje!!! Abaixo o documentário na íntegra.


Nós que aqui estamos por vos esperamos from Zaire on Vimeo.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO