terça-feira, 22 de novembro de 2011

O ORELHÃO

Ele sempre teve sua importância, no passado ainda mais, porém a tecnologia chegou e com ela trouxe novas possibilidades de contato. Apesar de tudo ele não deixa de estar sempre disponível, pronto para qualquer emergência, para aquela conversa necessária. Nos momentos que você menos espera ele pode te salvar.
Mesmo sabendo dessa importância ele se sente só. Fica lá como se não fizesse parte da paisagem, se camufla no meio das pessoas, diante de muros pixados ou de fachadas glamurosas de lojas de grife. Sabe se portar em qualquer ambiente, seja na favela ou nos condomínios de luxo. Não discrimina ninguém e sempre dá linha para quem precisa.
As vezes é agredido de forma gratuita. Mesmo assim segue em frente, se recupera e continua lá firme e forte. Leva chuva, vento, frio, calor, sofre com muitas coisas. Ele está vendo alguns companheiros sucumbirem diante da depressão e estão deixando de funcionar. Sempre fica bem irritado quando dizem que ele ficou "mudo" sendo o que ele menos faz é falar.
Sua missão é ouvir, tanto que o apelido é orelhão, mas ele até que gostaria de falar já que tem muitas histórias para contar, só precisa encontrar uma orelha disposta a escutar.  

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO