sexta-feira, 13 de abril de 2012

UM BEIJO É SEMPRE UM BEIJO

Apesar de já ter escrito sobre o dia do beijo no ano passado e achar que o assunto está esgotado, eu não poderia deixar a sexta-feira 13 terminar com um post trágico como o anterior. Por isso prefiro voltar a esse assunto que é mais agradável.
Sim é o dia do beijo, daquele ato tão gostoso e com os mais diferentes significados possíveis. O beijo é marcante, faz parte da vida, é quase que a porta de entrada das relações e o principal termômetro de como elas andam. 
As vezes beijamos muito, outras vezes eles se tornam raros, mas cada beijo é como o encontro de uma pedra preciosa no garimpo. É um tesouro, um sinal de carinho, é a chave de ignição para o sexo e a lenha na fornalha de sentimentos.
O beijo está ligado fisicamente a boca, pelo menos uma. O encontro entre lábios é que torna o ato muito interessante. Beijar com a boca é fácil, mas quando o beijo é com o coração o mundo gira, a lua brilha e o corpo reage.
Um beijo é sempre um beijo como diz a canção "As time goes bye" do filme Casablanca. Os lábios seduzem, te provocam, te chamam e quando grudam nos seus, por mais fria que seja a relação e o sentimento, aquele momento, aquele instante que pode durar frações ou uma vida toda, pode ser umas das traduções do que pode ser o amor. 
Uma vez eu li uma frase interessante, não sei de quem é, que diz: "Para que glorificar a beleza dos olhos, se eles se fecham a medida que os lábios se tocam".

1 Comentário:

Milla Linhares disse...

Adorei...tem uma frase que diz "O que é um beijo senão a linguagem do coração?"

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO