sexta-feira, 1 de junho de 2012

CORTANDO NO MEIO

Eu não sei se caiu a ficha de todo mundo, mas estava organizando minha agenda para a próxima semana e me dei conta de que chegamos no meio de 2012. Uma imoralidade do tempo passar assim de forma tão ligeira.
Assim que me caiu a ficha fui dar uma olhada nas promessas de início de ano, que desta vez deixei registrada de forma concreta, e percebi que ainda fiz pouco daquilo que queria e vejo que metade do prazo já foi embora.
É comum reclamar da falta de tempo, da correria, da rotina (ou falta dela) agitada, mas quando olho para o calendário e vejo a rapidez com que os dias estão indo embora me dá um certo desconforto. Desconforto pela sensação de impotência que tenho diante dos ponteiros que não nos esperam e muito menos olham para trás para saber se estamos conseguindo acompanha-los.
A sensação é de quanto mais aceleramos para alcançar o tempo, mas ele se distância de nós. De qualquer forma vamos tentado fazer com que o planejado seja realizado antes que o contador zere novamente. 
O importante é se movimentar para que os planos, as vontades, alguns sonhos saíam do papel e se concretizem para que toda essa correria seja compensadora.   

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO