terça-feira, 31 de janeiro de 2012

GUARDANDO SEGREDO

Aproveitando que hoje é o dia do mágico e eles são mestres em guardar segredos, não revelar truques e manter nossa imaginação sempre ativa em busca da verdade, vou escrever sobre essa coisa de ter que guardar segredos.
Dizem que não se pode contar um segredo para um jornalista que ele logo vai revelar. Não é bem assim, cada caso é um caso e cada segredo é um segredo. Eu mesmo odeio quando me contam algo que não pode ser revelado, prefiro nem saber, porém é quase como um imã, sempre me chegam as histórias mais mirabolantes do mundo e que não podem ser reveladas. 
Com jeito e com o tempo algumas nós podemos tornar públicas, mas outras certamente irão com a gente para o caixão (ou ficarão escritas em alguma memória secreta que será revelada tempos depois). 
Em muitos casos guardar segredo, ou pelo menos não revelar algumas informações, pode ser vital para o sucesso delas. Eu estou nesse momento. A língua coça para poder contar alguns projetos que estão caminhando, mas ao mesmo tempo sei que é fundamental para que eles se concretizem que a boca fique fechada.
Assim como na mágica para que o resultado final seja aplaudido e surpreenda é melhor que ninguém saiba como ele foi realizado.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

OS BAILINHOS DA MINHA ADOLESCÊNCIA


Fim de tarde, eu e um amigo da família começamos a preparar o salão. A churrasqueira do sítio em alguns finais de semana era o ponto de encontro da galera para uma espécie de baile. Improvisamos luzes coloridas de Natal, colocamos o aparelho de som antigo, com toca discos e caixas de som potentes, preparamos a mesa com refrigerantes (não tinha álcool já que grande parte tinha entre 13 e 16 anos).
A noite caía e o pessoal ia chegando, as meninas ficavam de um lado conversando. Nós meninos de outro falando alguma bobagem sobre futebol e já sondando quem ia chamar quem pra dançar. A música começava a rolar e ainda de forma tímida uns e outros se arriscavam a dançar os ritmos da época.
Em determinado momento, previamente avisado aos meninos por um sinal feito pelo meu amigo do som, a música agitada e dançante era trocada por algum hit romântico norte-americano. Tensão entre as meninas, tensão entre os meninos. Os menos tímidos corriam e já chamavam as meninas mais velhas e bonitas. para os tímidos e mais feios sobravam as meninas tímidas e mais feias.
Mas sempre achamos um jeito de trocar de parceira durante as musicas que seguiam. Claro que tinha malícia, claro que passavam mil absurdos pela cabeça de todo mundo. Afinal estávamos no período de descoberta sexual, de efervescência dos hormônios. Mesmo assim havia um clima de respeito no ar, antes de tudo éramos amigos.
A música lenta tocava o quanto fosse necessário para que todos pudessem conseguir algo ou ver que o mar não estava para peixe. De repente a batida ficava mais forte, as luzes piscavam mais intensamente e tudo voltava ao "normal".
Os tempos mudam, hoje, como escrevi no post anterior, tudo está mais "fácil, mais visível... Naqueles bailes não tinham micro vestidos, não tinha bunda quase que de fora, não tinha peitos pulando de decotes... O gostoso era a troca de olhares, era a descoberta, a imaginação... 
Por coincidência hoje é o dia da saudade. Não é que me bateu uma saudade enorme dessa época.

domingo, 29 de janeiro de 2012

ADOLESCENTES ENLOUQUECIDOS

Eu não sou conservador, daqueles que acham que as pessoas não devam curtir a vida e a idade que estão. Cada época também tem suas características que fazem a juventude ter a sua marca, seus valores e tal. Porém acho também que tudo tem limite e em cada período havia uma galera que ultrapassava esses limites e chocava seus contemporâneos. 
Vamos lá, chega de rodeios e vou direto ao assunto. Fui fazer uma gravação em uma baladinha de adolescentes na tarde deste sábado. Tecnicamente a balada só iria me servir de cenário para a gravação. Enquanto aguardava fiquei reparando no movimento, nas pessoas que estavam lá e confesso, fiquei chocado. Nesse momento pensei se estava muito velho ou se realmente o que eu estava vendo era fruto da realidade da nossa adolescência atual.
A batida da música é alta e forte, o som grave faz o corpo vibrar e as luzes multicoloridas nos deixam ver apenas flashes de momentos. Estava na área vip aguardando e logo de cara vi uma menina de seus 16 anos atracada com um outro moleque impossível de dizer a idade já que os esteróides inflaram o cara feito uma bóia. Até aí normal, eles estão lá para paquerar, beijar, aproveitar. 
No local haviam alguns espaços para que os dançarinos/dançarinas fizessem algumas performances. As meninas resolveram subir e três delas, com micro vestidos, desciam até o chão mostrando para os moleques babando embaixo a calcinha e em um caso específico a falta dela. 
No mezanino as meninas também faziam a alegria da galera. Quase todas em vestidos curtos ou com saias apertadas chegavam próximas da grade e se abaixavam. Todos gritavam enlouquecidos. 
Não havia álcool. Não havia do lado de dentro. Quando estava chegando, em ruas próximas ao local vários grupinhos bebiam enlouquecidamente catuaba, jurupinga, vodka e cerveja. 
Resultado, não beberam na festa, mas entraram bêbados. Por isso seguranças tinham que ficar espertos com aqueles caras mais ousados que na frente de todos erguiam os vestidos das meninas e se aproveitavam da carne exposta. 
Quando sai alguns país aguardavam seus filhos com cara de ansiedade e preocupação. Não precisava estar lá dentro para ver que aquela galera entre 13 e 17 anos estava aprontando. Não dá pra generalizar, porém a grande maioria me deixou de boca aberta. 
Acho que estou velho.

sábado, 28 de janeiro de 2012

TEMPO DEPRESSIVO



Sempre gostei muito mais de verão. Gosto do sol, do calor, das pessoas mais leves, soltas, gosto da praia, do mar, do céu azul e daquela visão destorcida que o calor do asfalto nos faz ter quando olhamos para ele queimando. 
Apesar disso não odeio o frio. O frio é necessário, o frio é elegante, também nos proporciona grandes imagens e grandes momentos. Mas o frio é bom quando ele está na época própria dele, no cantinho que lhe é reservado. 
Esse verão, aqui em São Paulo pelo menos, está muito ruim. Tivemos poucos dias de sol e muita chuva e agora frio também. Esse tempo me deprime porque não estou preparado psicologicamente para ele. Neste sábado acordei mais cedo porque tenho duas gravações para fazer, se fosse no verão teria pulado da cama tranquilamente, mas com esse tempo chuvoso, cinza, escuro e frio foi uma tortura. 
São Pedro realmente resolveu castigar nesse verão. Além de dias com as tempestades comuns dessa época, agora temos que conviver com chuvas intermináveis e dias frios. 
Espero que esse tempo mude logo porque estou com a sensação de que não teremos verão em 2012.
Atualização: Fez calor o dia inteiro hoje. Sol, céu azul.. Ainda bem!!!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

SPFW 2012 - VIDEORREPORTAGEM

Depois de seis dias de cobertura full time para a RedeTV! e também para este blog tentei resumir tudo na videorreportagem que segue esse texto. 
Confesso que achei essa edição da SPFW um pouco morna. Tirando o último dia que encheu pra valer de resto estava tudo muito parado. Mesmo assim tinha muita coisa legal rolando. Muita gente que foi para ver e ser vista.
Compilar tudo isso em apenas um único vídeo é uma tremenda sacanagem. Dá uma certa dor no peito ter que deixar coisas de fora, ter que deixar de lado algumas entrevistas e não usar muitas e muitas imagens. 
Espero ter conseguido mostrar um pouco do clima da principal semana de moda da América Latina e que acima de tudo é um negócio que mexe com milhões.
Na videorreportagem tem modelos, os principais looks dos visitantes, famosos e um pouco do desfile da Cavalera que movimentou a Estação da Luz.
Abaixo a videorreportagem!!! 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

AMO SP

Muito por acaso o último post desse blog é quase que uma declaração de amor por essa cidade que faz mais um ano de vida. Tirei algumas fotos de alguns locais da cidade durante a noite (clique aqui para ver o post). Nem tinha me atentado ao aniversário da cidade quando tirei as fotos.
Acontece tanta coisa nessa cidade que nem damos conta de saber. Andar por São Paulo é como jogar um sal de frutas na água, borbulha, agita, explode e encanta. Ela pode ser indigesta em alguns casos, mas ao mesmo tempo ela é o remédio. Aqui sempre tem aquele barulhinho de fundo, ou aquele barulhão na nossa frente. O sossego é vizinho da agitação, o escuro é na esquina da luz e até o perigoso tem endereço certo na porta da tranquilidade. 
São Paulo pode ser gigante, mas não se engane, aqui é tudo tão perto como em uma cidade do interior. Esbarramos em conhecidos, criamos nossos hábitos, nossas rotas e nossas fugas. Lá do alto do prédio do antigo Banespa ou na mais profunda estação do metrô ela nos conforta. 
É difícil eleger uma coisa que mais eu goste aqui. São Paulo sempre me surpreende... para um jornalista aqui é quase que um orgasmo de acontecimentos. Se alguém ousar em dizer que não tem pauta merece ser exilado em uma ilha qualquer no meio do Atlântico. 
Fiz uma pesquisa rápida aqui no blog e só então me deparei no quanto eu já escrevi sobre essa cidade. Mesmo se fazendo de tímida, de modesta, ela sempre acaba virando o personagem principal de qualquer coisa que aconteça aqui. 
Parabéns terra querida!!!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

BELEZA NOTURNA


Prédio da Assembléia Legislativa de SP / Fotos: Antenor Thomé
Não, este post não é sobre a São Paulo Fashion Week, não diretamente. Até domingo estava fazendo a cobertura para a RedeTV! e por isso ia embora com o carro da emissora. O tempo também não ajudava e pouco podia ser visto lá do Ibirapuera com o cair da noite.
Nesta segunda choveu muito novamente, mas quando saí do prédio da Bienal o céu já estava aberto, com poucas nuvens e a temperatura estava agradável. Fui andando até o ponto de ônibus e me deparando com coisas que me chamaram a atenção. São Paulo quando está bem iluminada tem outra cara a noite. Como escrevi ontem no facebook "Muitas vezes a escuridão é necessária para que as coisas se iluminem".   Formas, cores, brilhos, sombras, realce, a cidade fica mais charmosa, chamativa, mais viva. 
Não resisti e mesmo cansado da jornada de 5 dias seguidos de cobertura do evento fui parando para tirar algumas fotos que você confere abaixo.

A entrada da Assembléia Legislativa.

Monumento às bandeiras.
Praça Cel. Fernando Prestes - Bom Retiro

 Praça Cel. Fernando Prestes - Bom Retiro
Edifício Ramos de Azevedo - Praça Cel. Fernando Prestes - Bom Retiro

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O BURLESCO NA LUZ

Quem frequenta a Estação da Luz com regularidade está familiarizado com o mosaico de coisas que por lá acontece. Gente chegando, partindo, observando, esperando, gente vagando, gente perigosa, gente de bem, trabalhador, vagabundo, prostitutas, travestis, policiais pedintes e por aí vai. Tem de tudo.
Mas neste domingo, além disso tudo que já pulsa por lá o hall central ganhou ares dos saloons do velho oeste americano. Não faltou banda, música animada e claro, as moças no melhor estilo burlesco seduzindo com gestos, roupas e seus lindos corpos todos que passavam por lá. 
Era mais um desfile da SPFW. A Cavalera resolveu levar seus modelos para esse importante pólo da cidade. Passando por um verdadeiro trilho de pessoas que circundou todo o andar superior do prédio, os modelos desfilavam as novidades da marca. Foi muito legal. O vídeo você confere na videorreportagem assim que acabar a semana de moda (terça-feira), mas também registrei com fotos mais esse momento inusitado da cidade.

Trêm na plataforma da Estação da Luz. Desfile ocorreu sem afetar a circulação dos trêns.
Dançarinas se apresentam no hall principal da estação.
As perfomances chamaram a atenção das pessoas e da imprensa.




O desfile no andar superior do prédio.

sábado, 21 de janeiro de 2012

MUDANÇAS NA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

Não pude deixar de reparar nessa cobertura que estou fazendo na São Paulo Fashion Week o crescimento brutal do número de pessoas que estão produzindo individualmente, ou em pequenos grupos, conteúdo audiovisual. 
Equipamentos dos mais variados, desde câmeras portáteis de bolso (como no meu caso), celulares com gravação em HD, câmeras de vídeo semi-profissionais e profissionais e as fotográficas hdslr. Tem de tudo.
Um bom sinal de que os jornalistas estão percebendo essa mudança no perfil profissional necessária para se encaixar nesse novo formato que está sendo proposto. Graças ao barateamento e miniaturização do material utilizado (câmera, iluminação, microfones, acessórios) é quase que obrigatório aprender a usar esses equipamentos e saber aplicar esse uso na produção profissional de conteúdo. 
Portais, sites, blogs e até emissoras de televisão estão investindo mais nesse formato de produção. Basta circular uns minutos pelos corredores do evento para perceber que dessa forma os jornalistas acabam ficando mais ágeis e a notícia chega mais rápido no destino final.
Além disso não dá para deixar de reparar que a imprensa também está disputando espaço com o público geral. Com esses equipamentos mais acessíveis todo mundo quer tirar uma casquinha. Por isso a capacitação para que os jornalistas tenham o domínio dessas novas ferramentas é cada vez mais urgente. 
Assim vamos caminhando e olhando esse movimento que não é lendo de transformação na produção de conteúdo audiovisual, seja para a web ou seja para a TV. 
Momento oportuno observar essas mudanças enquanto se discute SOPA e PIPA (saiba o que é clicando aqui). Não só a produção de conteúdo audiovisual está sofrendo mudanças, mas também o consumo desse conteúdo. 

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

SÃO PAULO FASHION WEEK 2012

Mais uma vez vou fazer a cobertura do principal evento de moda do Brasil, a São Paulo Fashion Week. É um evento cansativo para fazer porque ocorre em um espaço muito amplo e com uma circulação intensa de pessoas, pautas, assuntos e tudo parece uma avalanche de acontecimentos que te deixa atordoado mentalmente e cansado fisicamente, mas realizado profissionalmente.
Logisticamente a localização das salas ficou melhor, o espaço está mais amplo para a circulação das pessoas e dessa forma não fica aquele amontoado de gente esperando para entrar nos desfiles. Para quem precisa gravar vídeo sem luz este ano ficou bem complicado já que a iluminação está bem baixa e localizada. Estou tendo que me virar nos 30, como diria Faustão. 
Vou ficar full time no pavilhão da Bienal, junto com a redatora do portal da RedeTV! Caroline Porne, gravando os bastidores dos desfiles. Nesse primeiro dia tudo foi tranquilo e conseguimos bom material. O resultado você pode conferir na página especial criada no site da emissora. Para conhecer clique aqui.
Claro que assim que for sobrando um tempo nas gravações vou atualizando nas redes sociais algumas coisas do evento e no final de tudo faço um post especial com uma provável videorreportagem com o que rolou por lá. 
Também tentarei manter o ritmo de postagens normais aqui no blog. Será que eu consigo?

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

CRIATIVIDADE NOS GUARDA-CHUVAS

Já que não para de chover e esse tempo dá aquele tom melancólico para os nossos dias nada melhor do que mudar essa imagem carregada de um monte de lonas pretas cobrindo as nossas cabeças. Por isso a criatividade fez com que esses objetos chatos de carregar possam atrair a atenção das pessoas. 
Aproveitando também que hoje começa a São Paulo Fashion Week e não há melhor momento para falar sobre estilo do que esse. Então vamos analisar esses guarda-chuvas que estão fazendo muito sucesso. Começando esse que ilustra a postagem. Nada melhor do que olhar para o alto em um dia de chuva e poder ver (e imaginar) o céu azul.
Olha a hora! Esse sem dúvida é muito legal, porem há um pequeno detalhe. Para funcionar essa coisa do relógio o dia precisa ter um sol forte, o que provavelmente você não vai encontrar quando precisar do guarda-chuva. 

Mão livres. O principal incomodo do guarda-chuva, na minha opinião, é ter que ficar segurando. Incomoda, atrapalha, dá nervoso. Esse é muito bom porque deixa você livre para carregar o que quiser. 

Redoma. Para quem não quer se molhar mesmo e não gosta de capas esse guarda-chuva é quase que uma redoma plástica que te separa do resto do mundo. 

Para os pets. Sim, os animais de estimação tem necessidade de passear e não querem saber se está chovendo ou não. Por isso olha aí uma boa ideia. 

Abajour? Quando caí a noite ficamos ainda mais vulneráveis nas escuras ruas da cidade. Esse modelo, além de ajudar a iluminar o caminho, também nos deixa visíveis para os motoristas. 

De qualquer forma a chuva continua sendo chata e deixando o dia menos alegre, por isso mande um recado direto para quem está fazendo o dia ficar bem chato.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

MOTHER OF GOD

Só apelando para um meme para conseguir expressar o quanto essa semana tem sido cheia de coisas surpreendentes. Seja no aspecto geral quanto no pessoal também.
Fiz essa mesma expressão do meme quando vi a barriga da grávida de quadrigêmeos que surgiu na mídia semanas atrás. A barriga dela visivelmente é muito diferente do que qualquer barriga de mulher grávida que eu já vi. Parecendo um balão inflado a mulher exibia uma agilidade fora do comum para alguém esperando quatro crianças. Era curioso e estranho porém ninguém duvidava da moça.
Algumas atitudes começaram a despertar a desconfiança dos jornalistas e a coisa parece que ainda vai gerar mais surpresa. Tudo pode ser um golpe ou então uma gravidez psicológica. Existem vários fatores que fazem a desconfiança crescer. O marido é vasectomizado, ter quadrigêmeos sem tratamento é muito raro e o tempo de gravidez que ela diz estar também. Para as contas das probabilidades recomendo este post da Rosana Hermann. O pior de tudo foi que lembrei desta piada
Mother of god também para o desenrolar da história do navio que virou na Itália. O acidente pode ter sido causado por um descuido do comandante da embarcação. O pior de tudo foi a gravação divulgada com a bronca homérica que o comandante levou por ter abandonado o barco. Para ouvir clique aqui
É com essas e com outras que essa semana vem nos surpreendendo e olha que ainda falta muito para ela acabar. 
Abaixo a reportagem da Record sobre a grávida.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A APOSENTADORIA DE BARRICHELLO

Ainda não é oficial, porem pelas possibilidades que existem é muito provável que Rubens Barrichello tenha dado adeus a Fórmula 1 no último GP Brasil no final do ano passado.
Rubens teve uma carreira sólida e vitoriosa sim, para aqueles que gostam de zombar e criticar. Não sou advogado de defesa do piloto e acho que ele cometeu alguns erros na carreira, mas mesmo assim teve uma passagem muito importante na categoria. 
Acho triste apenas ter acabado dessa forma, sem uma despedida digna e saindo como se não fosse mais um piloto capaz de alinhar no grid. Mesmo com os vários conselhos de que ele poderia ter feito uma festa e anunciado o fim da carreira na F1 aqui no Brasil, Barrichello mantinha as esperanças de renascer para a categoria assim como aconteceu em 2009. Desta vez não deu. 
Vamos ver os próximos capítulos. Ainda resta uma vaga no pior carro da categoria. Acho que não seria interessante ele se rebaixar a tal ponto. Mas acho também que ele está tão fixado nessa história de se manter na categoria que não seria espantoso ver o piloto brasileiro assinando com a Hispania.
Por enquanto resta desejar boa sorte ao Bruno Senna que agora ocupa o cockpit de Barrichello no carro da Willians. 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

PETISCOS ORIENTAIS

Apesar de ser segunda-feira o assunto ainda é de final de semana. na verdade o assunto é para quem gosta de experimentar novos sabores e para isso não tem dia. 
Moro em um bairro extremamente multicultural aqui em São Paulo, o Bom Retiro. São pessoas das mais variadas nacionalidades dividindo tanto moradias como o comércio local. O bairro já teve predominância italiana, depois os judeus se firmaram por aqui e mais recentemente os coreanos são a maioria por esses lados. Maioria principalmente pelo domínio que eles exercem no comércio daqui. 
Recentemente gravei uma videorreportagem retratando um pouco a cultura coreana presente aqui no bairro. Para ver é só clicar aqui
Apesar desse convívio harmonioso e respeitoso pouco conhecemos da cultura dessas pessoas que são nossas vizinhas. Um exemplo disso aconteceu comigo nesta semana.
Aqui no bairro, por causa dessa quantidade de coreanos que vivem aqui, existem mercados completamente voltados para essas pessoas. Vendem produtos típicos, alimentos importados, misturas especiais e coisas do tipo. Raramente entro em alguns desses mercados, mas essa é uma experiência bem interessante.
Dia desses, comprando petiscos para encontro de amigos e familiares aqui em casa, me deparei com salgadinhos diferentes vindos da Coreia em uma prateleira dedicada a produtos importados. Fiquei um pouco temeroso em comprar para experimentar mas peguei alguns. 
Confesso que me viciei. São deliciosos, meio agridoces e os apimentados tem pimenta pra valer. Bom pra tomar com cerveja. Tem muitos sabores e tipos, ainda não comprei todos e vou experimentar aos poucos. Pelo menos os que eu comprei são bem gostosos e valem a pena.

sábado, 14 de janeiro de 2012

PÂNICO NO MAR

Enzo Russo/ Efe
Fiquei impressionado com as imagens do navio de cruzeiro que naufragou próximo a ilha italiana de Giglio. Segundo relato de passageiros o pânico tomou conta de todos após perceberem que a embarcação estava afundando.
É impossível não lembrar do mais famoso naufrágio de todos o do navio Titanic. Certamente as imagens do cinema vieram na cabeça de muitas daqueles pessoas que tentavam se salvar. 
Segundo informações ainda não oficiais o Costa Concórdia bateu em uma rocha ou um banco de areia e por isso tombou. As imagens mostram o tamanho do acidente. 
No momento haviam cerca de 4.200 pessoas no navio, incluindo brasileiros (cerce de 45). As buscas pelos desaparecidos ainda continuam, já que muitas pessoas se atiraram no mar. Ao menos três pessoas morreram no desastre. 
Nunca fiz um cruzeiro, apesar de ter vontade. Acho interessante esses super navios que são verdadeiras cidades flutuantes. Este do naufrágio era um dos mais luxuosos do mundo. Sempre depois de um acidente desse tipo bate uma certa sensação de medo, assim como ocorre em acidentes aéreos. As autoridades estão investigando as causas do acidente e as companhias que operam esse tipo de serviço já estão se ajeitando para não perderem clientes com medo de fazer esse tipo de turismo. 

Giorgio Fanciulli/AP

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

30 ANDARES EM 360 HORAS

Em 2010 postei um vídeo aqui no blog que tinha me deixado impressionado. Se tratava de um prédio de 15 andares que havia sido erguido em 48 horas. Para ver clique aqui.
Impressionante como a tecnologia, aliada a criatividade, ao empenho e ao trabalho coordenado e bem executado em grupo pode fazer verdadeiros milagres.
Pois muito bem. Se isso já tinha me deixado abismado, hoje recebi um vídeo que é ainda mais incrível. Novamente na China, aliás abrindo um parênteses é bem verdade o que dizem: se você faz uma coisa muito bem não se vanglorie tanto porque sempre vai surgir um chinês fazendo melhor. Voltando ao vídeo.
Assim como o prédio que citei anteriormente, o deste vídeo também é um hotel. Só que foram 30 andares em 360 horas. Um prédio enorme, com todos os seus detalhes, desde a estrutura até os móveis dos quartos, tudo ficou pronto em 15 dias. Impressionante.
Não adianta argumentar dizendo que a construção pode não ser segura e coisa e tal. Esse edifício resiste a um terremoto de escala 9. Um bom exemplo para nossas construtoras aqui.
Demoram anos e mais anos para fazerem obras e em grande parte dos casos elas ainda apresentam problemas. 
Veja a obra no vídeo abaixo.   

URINA EXPLOSIVA E A IMBECILIDADE HUMANA

Mais um post da série imbecilidade humana. Tema para essa série eu tenho todos os dias, já que nós humanos somos PhD em fazer imbecilidades. Mas algumas se destacam e merecem ser expostas.
O mundo está longe de ser um local tranquilo e pacífico. Neste exato momento em que escrevo há um número enorme de pessoas morrendo por conflitos das mais diversas espécies. Somos especialistas nisso também, adoramos criar confusão para fazer uma guerra. 
Diante deste cenário instável e bélico que estamos envoltos. Seres completamente despreparados e sem a menor noção de perigo, bom senso e humanidade cometem uma idiotice sem tamanho.
Um vídeo mostra supostos soldados americanos urinando em cima de corpos de afegãos mortos. Os corpos seriam de três combatentes do Taleban. Acho que nem preciso explicar muito aqui pra saber a imbecilidade que esses caras cometeram.
Já existe todo um histórico de abusos de autoridade e ações desse tipo por parte do exército americano tanto no Afeganistão quanto no Iraque. Esse vídeo chega em um momento ainda mais delicado pois os EUA e o governo afegão estão em negociações para o fim da guerra.
Um porta-voz do Taleban disse que o vídeo não vai afetar as negociações. O problema em si não está com os governos, mas com os grupos extremistas que esperam de boca aberta qualquer motivo para gerar uma reação violenta. 
Essa urina dos soldados pode ser mais combustível para que grupos terroristas acendam o fósforo e coloquem ainda mais fogo nesse incêndio que parece que nunca vai apagar.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

PORRA DERCY

Uma noite interessante nesta terça-feira que teve a estreia do BBB 12, um reality show que de realidade não tem nada, e o primeiro capítulo de uma obra de ficção que vem carregada de realidade. 
Vi só um trecho do reality e nem preciso ver tudo pra saber que todo mundo entrou, se abraçou gritou "uhu", teve citação do Bial a escritores famosos, todo mundo jurou amizade eterna e no final do programa todos se apertavam dentro de um carro da patrocinadora do programa. Se não me engano isso aconteceu em praticamente todas as edições.
Já disse isso aqui, não sou entusiasta do formato mas admiro muito os profissionais que trabalham nesse programa. Começando pelo Bial e passando por toda uma mega estrutura para colocar um programa no ar 24 horas por dia durante meses. Não é fácil. 
Logo depois de um punhado de gente se apertando em um carro começou a minissérie que retrata a vida da comediante Dercy Gonçalves. Homenagem mais do que merecida, pena que essas coisas sempre são feitas depois que o homenageado não pode assistir. 
Gostei desse primeiro capítulo, bem feito, simples, sem muitos firulas tecnológicas e sem querer inventar a roda. O peso muito maior na dramaturgia e na força dos acontecimentos do que em algum tipo de show pirotecnologico. Heloisa Périssé e Fafy Siqueira estão ótimas. 
O que será que a Dercy teria dito se pudesse assistir a estreia? Aposto que ela falaria: "Do ca**lho. Mas porra Globo, depois do BBB? Assim vocês me f*dem."

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

UM SONHO É SÓ UM SONHO?

Odeio fazer perguntas em títulos, mas não encontrei outra forma de nomear o post já que ele é uma tentativa de responder esta pergunta. Aliás tentativa essa com final já certo, ou seja, não podemos afirmar que sim e nem que não. 
Claro que não são todos os sonhos que tem algum significado específico. É normal acontecer de fazermos algo muito marcante antes de dormir, ou ler um livro, conversar com uma pessoa e depois, por consequência dessas ações, sonharmos com situações em que envolvam tais objetos, cenas ou pessoas. Isso é natural e compreensível. 
Outras pessoas nunca lembram do que sonharam e pouco podem dizer sobre o que se passou na mente enquanto dormiam. Em uma reportagem que fiz há alguns anos um especialista disse que todos nós sonhamos, independente de lembrarmos ou não. 
Há ainda aqueles sonhos um tanto quanto premonitórios, já ouvi relato de muita gente sobre isso. Sonhar com uma situação, ter um alerta durante o sono e por aí vai. Eu não digo que tenho sonhos premonitórios, porém tenho sonhos que me dão sinais sobre coisas que podem acontecer comigo. Por exemplo: quando eu sonho com ratos eu sei que serei traído por alguém ou que há uma pessoa com muita inveja ao meu redor. É batata, sonhei com ratos logo logo descubro algo. Tem outras coisas também.
Obviamente estou escrevendo este post porque um sonho me chamou atenção essa noite. Não vou contar ele aqui e também não é um sonho de alerta sobre alguma coisa. Apenas me deixou curioso pela situação e pessoas envolvidas. Uma mistura completamente estranha com gente que não falo com frequência. Foi curioso. 
E você costuma sonhar muito? Vê sinais de alerta ou dicas em alguns desses sonhos? Conte aqui nos comentários.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

A FERA

Estava pensando em ver outro filme, não tenho ido tanto ao cinema e não tenho conseguido me programar pra fazer isso. Aproveitei que uns compromissos não deram certo e fui então conferir o que passava. Como não consegui ver o que tinha pensando acabei caindo em um romance com toques de filme da Disney. A Fera (Beastly).
Não sei bem o que dizer sobre o filme porque até agora não tenho uma opinião formada sobre ele. É um romance leve, gostoso e muito previsível. O nome já nos remete a história dos desenhos onde um ser muito feio conquista a bela garota. 
Claro que tem uma mensagem interessante de fundo sobre beleza, estética, aparências e tal, Quem já sofreu com isso sabe bem o quanto é difícil ser excluído das coisas pelo simples fato de não estar no padrão de beleza estabelecido por sabe-se lá quem. Tudo muda quando se conhece a pessoa e vê o quanto ela pode ser muito interessante e rica mesmo não sendo o galã do pedaço.
A mensagem talvez pudesse ser levada um pouco mais a sério se tudo isso não fosse causado por uma bruxaria. Já vi outros filmes parecidos em que se encontrou uma situação mais real para que a lição fosse aprendida pelo protagonista.
De qualquer forma, o final de semana chegou e é uma boa dica para aqueles que gostam de um romance. Abaixo o trailer.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

NEM TUDO QUE SE VÊ É REAL

Na verdade o título até poderia ser "quase tudo o que se vê não é real" em se tratando de cinema e televisão. Hoje li um post do site HDSLR (muito bom site por sinal) falando sobre os efeitos utilizados no cinema e nos seriados, principalmente os norte-americanos, e fiquei pensando sobre essa questão da ficção dentro da produção da ficção.
Trabalho com televisão há 12 anos e sei como essas coisas funcionam, mesmo assim quando vamos ao cinema ou mesmo quando assistimos nossa série favorita somos levados a acreditar naquilo que vemos diante de nós. Quanto mais real nos parece melhor o trabalho feito pela equipe envolvida.
Quando vemos uma série ambientada numa grande cidade ou no meio de um deserto acabamos acreditando que as gravações aconteceram ali e quase nunca isso é verdade. Imagine parar a Times Square para a gravação de uma cena ou então levar toda uma equipe para o Japão apenas para uma perseguição de um personagem. Caro e sem a menor condição logística, por isso cada vez mais a computação gráfica ajuda os roteiristas e diretores a manterem certos tipos de cena mesmo sem precisar sair do estúdio. 
Mesmo trabalhando nesse mundo, toda vez que vejo algo assim ainda fico pensando: como eles conseguem me enganar de forma tão perfeita? Vi algumas cenas abaixo que nunca imaginaria que tivessem sido feitas em estúdio.
Se você gosta de séries, acha que um dia vai viajar para os EUA para conhecer tal rua onde mora tal personagem cuidado, a tal rua pode até existir mas é muito provável que nunca tenham gravado uma cena por lá. Abaixo você confere um vídeo com vários exemplos de como essa ilusão é feita. Da-lhe Chroma Key neles...


Set-extension and Virtual Planes Demo from Stargate Studios on Vimeo.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

DETECTANDO A PRESENÇA DO INIMIGO

Conforme vamos vivendo, ficando mais experientes e calejados com as lições que a vida nos dá fica mais evidente que devemos confiar nos nossos instintos. 
Ele funciona como um radar que detecta a distância a aproximação do perigo, nos alerta sobre possíveis emboscadas, problemas, decisões equivocadas... Ele está lá sempre funcionando, criando aquele campo magnético responsável por uma auto-defesa invisível.
Eu confio muito no meu, mesmo que as vezes eu não o siga ou que desative em determinados momentos para pagar o preço do risco. As vezes preferimos arriscar e pode ser que dê certo.
O nosso instinto é muito bom mas também pode falhar, é raro mas acontece. Nesses últimos dias o meu radar tem apitado insistentemente. Está detectando algo que não é legal, ainda está distante e não consigo identificar o que é, de qualquer forma já serve para ficar atento e ainda mais ligado para não ser surpreendido ou me decepcionar. 
Me veio na cabeça também a imagem do Chapolin Colorado e suas anteninhas de vinil, só com elas é possível "suspeitar desde o princípio". Será que no meu caso o radar funciona igual ao do herói mexicano?

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A IMPLOSÃO, O MAMÃO E O LUXO

Nesse começo de ano, com o trabalho em ritmo mais lento e com mais calma para observar as coisas que vão acontecendo fui pegando fragmentos dessas coisas para escrever no blog. O primeiro dia útil de 2012 mostrou o quanto 2012 promete, e pelo que vi acho que os Maias vão acertar na previsão.
Bom, pra começar o que dizer da implosão das ruínas do antigo edifício da favela do Moinho? Conheço bem o lugar, fica relativamente perto de casa e passo sempre no meio dessa favela que é cortada pela linha de trem que me leva para a RedeTV!. Toneladas de explosivos e um mega estrondo que fez as janelas aqui de casa vibrarem muito. Quando a poeira baixou o prédio que deveria estar me fragmentos surge quase que sem danos.
O pior dessa implosão mal feita são os técnicos e o prefeito dizendo que tudo foi um sucesso, que o objetivo da implosão não era implodir tudo, mas só uma parte. Hã?????????? Vi vários telejornais com muitas desculpas sobre o prédio que estava ameaçado de cair e que não caiu nem com dinamites.
Mas foi vendo o Jornal Hoje que meu foco mudou. Não é que o jornalista Evaristo Costa, muito competente por sinal, resolveu fazer aquela piadinha que todo tio chato e sem graça faz. Aquela piada que está no mesmo balaio das piadas do "pavê ou pra comer", ou então de ir até a porta do elevador e chamar "elevadoooorrrr". Ele fez a piada do mamão que você vê no vídeo no fim do post.
Ainda na televisão os rumores de que João Kleber está prestes a voltar a apresentar um programa assustam qualquer pessoa que não pode lembrar do "para, para, para...". Voltando ou não, você pode se entreter com a interessante, relevante, significativa, modesta e simples vida de algumas mulheres ricas na tela da Band. Começou com tudo 2012!!!!
Ei Maias voltem aqui, ainda não falei sobre as obras da Capa, dos motoristas bêbados assassinos que estão tomando nossas ruas, do aumento que os políticos tiveram, da corrupção...

domingo, 1 de janeiro de 2012

O PRIMEIRO TEM QUE SER PAR

Gosto de anos pares, sei lá porque motivo esses anos me trazem melhores vibrações do que os ímpares. Eu sempre gostei de números pares, principalmente o número 2. Esse ano que começa agora está cheio desse número e por isso me deixa ainda mais esperançoso. Bobagem eu sei, mas só sei que é assim e ponto. 
Até para não começar de uma forma ímpar este é o post de número 834 do blog, par portanto, e dessa forma posso dormir tranqüilo. Será que isso é TOC? Brincadeira, não sou neurótico quanto aos números. Meu celular por exemplo é uma infinidade de números ímpares. 
Mas que prefiro os pares isso eu prefiro. De qualquer forma gosto de ficar observando algumas coisas relacionadas ao números e tentar enxergar alguma lógica nessas coisas. 
Você tem algum número de sua preferência? Prefere par ou ímpar? 

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO