sexta-feira, 2 de agosto de 2013

JORNALISMO DA DEMISSÃO

Fazendo uma brincadeira com o excelente pessoal do Jornalismo da Depressão lá do Facebook, estou escrevendo este post devido ao sinal, mais do que vermelho, no mercado jornalístico.

Todos os dias chegam as notícias de demissões em massa, jornais fechando seções, editoras encerrando revistas, emissoras de televisão definhando, portais passando por dificuldades. Ajustes, cortes, folha enxugada, aperto de cintos, mercado em crise.

Não que nosso mercado tenha sido promissor em algum momento. Acho que sempre estivemos envolvidos com notícias de cortes e tal, mas dessa vez a coisa está pegando bem forte. 

São tantos fatores que fica difícil analisar bem o que está acontecendo. Cada caso tem um diferencial. Muito se pode culpar as questões políticas, por outro lado muitas empresas também saíram freneticamente fazendo loucuras e agora estão pagando o preço e também se faz justo observar que teve muitos veículos que simplesmente não souberam evoluir (assim como muitos profissionais também) e nessa fase transitória viram seus negócios afundarem. 

Jogue tudo isso no liquidificador e o resultado é esse, centenas de jornalistas, radialistas, profissionais do audiovisual perdendo emprego e cada vez menos vagas. 

Há também alguns fatores que revoltam. Caso do jornalista Mauro Beting, demitido hoje da Rádio Bandeirantes (ele ainda continua na TV), depois de uma vida toda dedicada ao veículo. Enquanto ele, um cara que dedicou sua vida aos estudos, a profissão, ao aprofundamento sobre o assunto que é especialista é limado pelo corte de gastos, outros profissionais que nem chegaram perto dos livros, das técnicas e do aprofundamento, ganham mais que o triplo, com salários estratosféricos para fazer palhaçada diante das câmeras ( e não estou falando de humor, estou falando do jornalismo ainda). 

A economia vai mal, as administrações de vários veículos de comunicação também não colaboram e no fim vamos encontrando colegas demitidos, tentando reestruturar a carreira para encontrar um novo espaço no mercado.

Onde isso vai dar? Não sei. O mercado está se reestruturando, as empresas precisam se reorganizar e nós profissionais precisamos cada vez mais nos atualizar e tentar entender esse movimento para evitar grandes surpresas.

Vai mal a coisa....

1 Comentário:

Marcos Pereira disse...

Olá Tomé, Talvez isso esteja acontecendo porque o pais estava em alta a uns anos e depois, através de uma série de fatores ( uma deles c certeza uma enorme estabilidade politica ) foi do céu pro inferno. As pessoas foram de cabeça tentando aproveitar o máximo o tempo bom achando que com a copa do mundo e olimpíadas,as coisas não poderiam piorar. Porém os último acontecimentos pegaram todo mundo de calça curta
abraços

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO