terça-feira, 15 de abril de 2014

A VOLTA DOS CABELOS

Não é fórmula milagrosa, não é conto da carochinha, não é anuncio maluco da TV, mas sim os seus cabelos podem dar o ar da graça novamente. 

Vou voltar um pouco a história para chegar no atual momento e explicar como isso pode acontecer. Eu sempre tive muito cabelo, muito mesmo e odiava. Odiava porque meu cabelo era ruim de pentear, era desajeitado, feio, me dava até nervoso. 

Quando comecei minha carreira na TV então a coisa piorou, não sabia o que me dava mais trabalho, o cabelo ou as espinhas. Até que um belo dia resolvi raspar o cabelo com máquina e os problemas pareciam ter terminado. 

O tempo foi passando e quando tinha por volta dos meus 25 anos comecei a perder cabelo. Sabe aquelas entradas famosas na testa? Bom elas estavam ficando cada vez maiores e também no alto da cabeça uma área desértica começava a se formar. Ok, sinal dos tempos que passam e também da parte hereditária já que meu pai também é assim. 

Eis que agora com 31 anos as entradas nem me incomodam, mas a parte de cima da cabeça me deixa irritado. Eu não deixo meu cabelo crescer muito pelos motivos citados no início do texto. Faz muitos anos que eu raspo mensalmente. Prático e o visual combina comigo. Mas o deserto... 

Sempre quando vou raspar, a Dalva, minha cabelereira fala: "Antenor, você ainda tem cabelo, dá pra salvar". Fiquei com isso na cabeça, literalmente. 

Eis que um belo dia fiquei sabendo que a Fluyr Saudável, clínica que é cliente da minha produtora, a Amistie, tinha um tratamento que ajudava no crescimento dos cabelos. Fiquei interessado obviamente. 
Conversei com algumas pessoas que estavam realizando o tratamento e vi que realmente funciona. Falei com a Dra. Paula França, fisioterapeuta lá da Fluyr, e semana passada resolvi encarar. 

O tratamento é a Carboxiterapia Capilar que basicamente é a aplicação de injeções de dióxido de carbono (CO2) no couro cabeludo. Ok, pensei a mesma coisa que você agora: "injeção no couro cabeludo, você tá maluco?" 

Vou ser muito sincero. Não dói, mas é claro que você sente as picadas da injeção, mas nada extraordinário. Confesso que entrei esperando sentir muita dor e saí tranquilo. Hoje fiz minha segunda sessão. Em breve relato como está progredindo, mas pelo que tenho notado os resultados devem aparecer em breve. 

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO