quinta-feira, 16 de outubro de 2014

MAQUIAGEM

Não sei se já expressei aqui esse meu pensamento, creio que não, ando muito afastado dos textos mais sentimentais ou coisas do tipo (devo voltar). 

Acho sexy mulher que se maquia no metrô. Na verdade acho sexy todo o ritual de uma mulher se maquiando, independente do lugar. Citei o metrô primeiramente porque toda inspiração veio daí, mas isso serve para qualquer lugar.

Estava indo para uma gravação ontem na hora do almoço. Metrô estava tranquilo, aproveitei um lugar vazio pra sentar e tirar um pouco o peso da mochila extremamente pesada. Quase que simultaneamente uma menina bonita, devia ter uns 24 anos, bem vestida, com roupas leves por causa do calor sentou bem na minha frente. Admirei a beleza dela por uma fração de segundos e logo me voltei aos meus pensamentos sobre o que iria fazer na gravação. 

Segundos depois, antes mesmo de chegar a próxima estação ela sacou da bolsa uma outra bolsa menor. Dela tirou um espelho e um lápis para os olhos (não me peçam que acerte o nome dos itens de maquiagem feminina). Muito concentrada começou a passar o lápis na parte de baixo dos olhos (confesso que essa parte me dá um certo desespero, principalmente dentro de algo que se mexe, qualquer freada mais brusca tenho a impressão de que ela vai enfiar aquele lápis no olho).

Assim que ela sacou seus primeiros instrumentos de beleza minha atenção foi novamente direcionada para ela. Como se o metrô inteiro tivesse silenciado, as pessoas entrado em slow motion e apenas ela se movimentava com delicadeza e ao mesmo tempo precisão. 

Como hipnose fiquei lá com os olhos grudados nela. O ritual continuou, depois do lápis passou um pó no rosto, espalhou, depois mais um creme e assim foi fazendo. De tempos em tempos ela desviava ligeiramente o olhar, que inevitavelmente encontrava com o meu. Eu disfarcei, tímido que sou e tentei voltar aos meus pensamentos. 

Fui fisgado novamente pelo batom. Ela puxou, abriu, olhou para o batom, para o espelho, encontrou meu olhar, voltou para o espelho e passou. Os lábios dela não eram assim tão carnudos, era uma boca pequena, mas bem desenhada. 

Meu celular vibrou, me distraí por alguns segundos. Quando voltei o olhar ela já estava pronta. Agora só o espelho na mão para ver se estava tudo certo. Passou a mão pelo cabelo e pronto. 

Novamente ela olha. Dá um leve sorriso com o canto da boca, como se soubesse da hipnose que estava exercendo. O sinal me dá o alerta que tenho que descer. Levanto, coloco a pesada mochila nas costas, olho novamente com um certo levantar de sobrancelha para agradecer. Ela olhou tímida, sorriu levemente com o canto de boca. 

Desço e penso o quanto ficaria linda uma foto dela. 

1 Comentário:

Milla Linhares disse...

Tímido que sou??? conta outra! HAHAHAHAH
Brincadeirinha =P

Muito bom o texto e bem profundo!

Beijos

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO