terça-feira, 6 de janeiro de 2015

A SELFIE E O PAU DE SELFIE

O que acontece com as pessoas? Hoje li um post de um blog falando sobre selfie e o tal "pau de selfie" (sobre esse nome vou falar logo mais). Achei o post equivocado em algumas das suas colocações, porém era uma opinião do autor e eu respeito. 

Ao ler os comentários foi uma chuva de ofensas gratuitas ao autor, ao texto, a selfie e ao "pau de selfie". Resolvi escrever sobre o assunto porque essa questão um tanto quanto boba tem origens bem mais distantes e olhando por questões técnicas também tem suas explicações. 

A "novidade" da selfie que explodiu no começo do ano passado com aquela foto tirada no Oscar virou uma febre e todo mundo começou a fazer as tais fotos. Assim como eu, acho que a grande maioria das pessoas já tinha feito uma foto assim, só que não tinha esse nome. 

Desde 2009 a videorreportagem entrou na minha vida profissional. Sendo bem simples, o videorrepórter é aquele jornalista que também opera a câmera e em muitos casos grava a si próprio, ou seja, um vídeo selfie. Porém o formato profissional vem lá da década de 70. Que atire a primeira pedra o videorrepórter que nunca fez uma foto com o mesmo formato. 

Pode não ser o jeito mais legal de tirar foto, dependendo do equipamento a dificuldade aumenta. Esse é um ponto chave: a tecnologia. Lembro de uma câmera fotográfica lançada pela Samsung (se não me engano) que tinha o grande atrativo de ter um monitor na frente, sendo assim você poderia se enquadrar melhor em condições que quisesse aparecer também nas fotos em grupo. 

Hoje em dia qualquer celular tem câmera frontal e você facilmente consegue ter o "retorno" do enquadramento desejado. As câmeras que não possuem isso (go pro por exemplo) tem aplicativos que você consegue monitorar pela tela do celular e por aí vai...

Outro fator que fez com que esse tipo de foto ganhasse mais expressão foi os aplicativos de compartilhamento de fotos tipo Instagram. Uma selfie feita com uma máquina de filme era um grande tiro no escuro. Você ia ver só depois de revelar. Hoje se ficou ruim apaga, tira outra e pronto. 

Então tenho preguiça de quem fica falando que selfie é isso, selfie é aquilo. Como tudo nessa vida tem que saber o momento certo de usar. Tal foto é mais adequada tirar nesse estilo ou de outra forma fica melhor? Tem situações que pedem selfie, tem momentos que só uma selfie é possível. 

A coisa já perdeu a linha quando você ouve muita gente tirando uma foto comum, ou seja, uma terceira pessoa operando a câmera, mas insiste que isso é selfie. Na verdade selfie já está quase virando sinônimo de fotografia, isso sim é um erro. 

O PAU DE SELFIE

Bom, esse é o nome que está pegando e acho que é o que vai ficar. Pra quem trabalha com audiovisual ele não é nenhuma novidade. Digamos que é uma gambiarra oficializada e que é muito útil. 

Inúmeras vezes sozinho em gravações utilizei um monopé para conseguir afastar a câmera o máximo possível e assim poder gravar minha "passagem" para a reportagem. Uma gambiarra total, mas que sempre funcionou.

O tal pau de selfie é digamos um auxilio pra quem gosta de tirar fotos, principalmente selfies (sim, esse pau serve pra fazer outros tipos de fotos, é só pensar um pouquinho). 

Claro que não é a coisa mais perfeita esteticamente. Você fica lá com aquele ferro esticado, procurando um bom ângulo e tal. Eu sempre aprendi na minha vida profissional que tudo vale para que o resultado final fique melhor, não importa se você está "passando ridículo" e convenhamos, nem é tão ruim assim. 

Eu já deitei no chão, já subi em mesa, já corri até riscos pra conseguir uma foto, passei várias vergonhas, mas o resultado final ficou legal. É o que disse anteriormente, tem que saber se adequar ao equipamento e também a necessidade. 

Pergunte antes de tirar a sua selfie ou usar o tal pau. É mesmo necessário? Vai fazer diferença na foto? O ângulo pede isso? Só com a mão não consigo ter o mesmo resultado? Respondendo as perguntas você vai chegar ao veredicto. 

Outra coisa antes de encerrar. Para quem viaja sozinho o "paul de selfie" é uma salvação. Acho muito ruim pedir para desconhecidos tirarem fotos ou então deixar a câmera no timer em certos locais, pode ser perigoso. Portanto, aproveitem a possibilidade que a tecnologia oferece e que os equipamentos nos propiciam. 

Façam boas fotos, sejam elas selfies em seus famosos paus. 

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante e será liberado após moderação do autor deste blog.

O Mural está aqui

Prêmios

Contadores

free counters

Visitantes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO